Ganhadores do Concurso Fotografe Camaçari recebem premiação

Ganhadores do Concurso Fotografe Camaçari recebem premiação

Revelando grandes talentos e múltiplos olhares artísticos através da fotografia, na tarde desta sexta-feira (13/12), foi realizada uma premiação e exposição fotográfica dos participantes que foram conquistados como três primeiras colocações em cada categoria (amador, profissional e estudantil), além dos professores orientadores na categoria estudantil, da 3ª edição do Concurso Fotografe Camaçari. No clima festivo, uma solenidade relacionada com uma decoração especial no Foyer do Teatro Cidade do Saber, com elementos que representam uma cultura nordestina.

A abertura contou com uma apresentação cultural do Grupo Boi Mirim, de Parafuso, e a exibição de um documento que relata uma trajetória de vida das personagens fotografadas. O incentivo à produção de artes visuais por meio da fotografia, por este ano, temática escolhida para o projeto foi “Camaçari: seu povo, nosso maior Patrimônio”. No total, nove participantes receberam um cheque simbólico referente a quantia em dinheiro que varia entre R $ 745 e R $ 4.258. Uma lista completa dos ganhadores pode ser conferida  aqui .

Realizado pela Prefeitura, por intermédio da Secretaria de Cultura (Secult), a titular da pasta, Márcia Tude, afirmou que está animada para a próxima edição do concurso em 2020 e reforça que o principal intuito do projeto é “focar na educação patrimonial de jovens, adultos e adolescentes, trabalhando a sua identidade e fazendo o reforço da mesma, ligando o cidadão com a cidade, explorando a realidade cultural do município e dos patrimônios imateriais e materiais através da fotografia”.

Participando pela primeira vez do concurso, a aluna Jucikleyde dos Santos, 15 anos, conquistou a 2ª colocação da categoria estudantil com a obra Resistência, Identidade e Ancestralidade. Estudante do 9º ano da Escola Municipal Cosme de Farias, a jovem se inspirou na diretora da instituição, Dona Bertulina dos Santos, para fazer o registro. “Eu nunca acreditei que poderia ganhar e participar de projetos como esse. Quando eu soube do resultado meu chão caiu e pensei, nossa, eu em segundo lugar? Tanta gente participando e eu em segundo lugar? Fiquei muito feliz”, contou emocionada sobre a sua experiência.

“Ela sentiu valorizada por ganhar, por ter feito uma foto e ter sido uma boa escolha para ela”, comentou a professora orientadora, Nadja Rodrigues, que acompanhou um aluno desde o início do concurso. No espaço, foram expostas 40 fotografias, sendo 20 estudantis, 10 amadoras e 10 profissionais, que foram registradas para apreciação da população até o dia 20 de dezembro.