Itens filtrados por data: Segunda, 12 Agosto 2019

A Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria de Turismo (Setur), está formulando o plano que vai nortear as ações de desenvolvimento econômico e profissionalizar o turismo como fonte de renda no município.  Após apresentar um diagnóstico preliminar do turismo de Camaçari no 1º Seminário do Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS), realizado em junho, chegou a hora de definir, com a ajuda de vários segmentos sociais e do trade turístico municipal, as estratégias para o fomento desse importante setor econômico para os próximos anos. A discussão sobre o tema será na quarta-feira (14/08), durante o 2º Seminário do PDITS, no hotel Plaza de Busca Vida, das 8h às 14h.

Durante o encontro, serão discutidas estratégias de desenvolvimento que vão orientar na concepção e implementação das políticas públicas, delimitando o posicionamento de mercado desejado para a área turística. Após a validação dos dados obtidos no estudo sobre a atividade no município, é hora de formular um Plano de Ação, que vai retratar todos os investimentos recomendados para o desenvolvimento do turismo, a delimitação de ações prioritárias, bem como a análise do Impacto Socioambiental desta priorização.

Para o gestor de projetos do Sebrae, Paulo Azevedo, o convênio com a Prefeitura e os resultados obtidos  são um aprendizado. O gestor destaca a postura visionária do governo municipal em potencializar e instrumentalizar a atividade turística no município, agindo desde a confecção do Plano de Turismo, até a capacitação de agentes ligados ao trade e estímulo ao empreendedorismo. “A Prefeitura e o Sebrae têm sido protagonistas e desde que fechamos esse diagnóstico, a Secretaria de Turismo já está trabalhando para fazer as correções necessárias. Estamos em um momento de sair do cenário de apontar problema e apontar soluções”, define.

O evento gratuito e aberto ao público será uma construção participativa, das soluções e metas para que Camaçari consolide o Turismo como vetor econômico de referência para o desenvolvimento do município. “O 2º Seminário do PDITS tem como objetivo a entrega do estudo preliminar com o diagnóstico construído nos últimos meses. Durante o seminário, teremos a apresentação sobre as tendências no Brasil e no mundo e o desenvolvimento conjunto de visão, missão e estratégias de desenvolvimento com detalhamento de ações a serem implementadas”, explica Carlos Capellini, consultor responsável pela pesquisa.

O documento final do PDITS que vai referenciar as políticas públicas voltadas para o turismo no município tem previsão de entrega em outubro. Além do Plano, o secretário de Turismo, Gilvan Souza, e a subsecretária, Lucia Bichara, também estão investindo em ações estratégicas como a participação da Costa de Camaçari em feiras e exposições, estudo para viabilidade de linhas de crédito para o setor, identificação de roteiros turísticos, apoio para programas de manejo e proteção ambiental, captação de eventos e empreendimentos e a formulação de um modal para proteção da área costeira contra o avanço do mar.

Publicado em Camaçari

A comunidade de Cajazeiras de Abrantes, na Costa de Camaçari, irá reverenciar São Roque, seu padroeiro, de 13 a 18 de agosto. O dia do Santo é comemorado oficialmente na próxima sexta-feira (16), mas a localidade irá festejar durante cinco dias, para homenageá-lo em grande estilo. São Roque é considerado padroeiro dos inválidos e cirurgiões, além de ser o protetor contra a peste e demais epidemias.

A localidade promete fazer uma festa cheia de tradição e fé, com centena de fiéis. A festa terá uma programação que contempla o religioso e o profano. A parte sagrada acontece de 13 a 15 de agosto, com três dias de reza (tríduo), que antecedem a procissão e missa solene do dia 16.

Já nos dia 17 e 18, a comunidade vai receber grupos musicais de diferentes estilos. Atrações como Dois Apaixonados, União do Guetto, Lu Costa (ex-Nossa Juventude) e Brasilian Boys vão animar os moradores e visitantes que forem prestigiar a festa. As apresentações acontecem no sábado, de 19h às 2h, e no domingo de 18h às 0h.

Com o tema “Somos Batizados e Enviados por Jesus Cristo”, o evento é realizado pela Paróquia do Divino Espírito Santo, de Vila de Abrantes, e pela Comunidade São Roque, de Cajazeiras de Abrantes, e tem o apoio da Prefeitura Municipal de Camaçari, por meio da Secretaria de Governo (Segov), através da Coordenação de Eventos.

 

PROGRAMAÇÃO

Sábado – 17/08

Banda Megabis

Dois Apaixonados

Cintia Cris

Lu Costa

Domingo – 18/08

Banda Toincasa

União do Guetto

Brasilian Boys

Dayane Santos

Publicado em Camaçari

Para discutir o tamanho e limites, a chamada poligonal, do Parque Municipal das Dunas de Abrantes, foi realizada nesta terça-feira (13/8) uma audiência pública. A iniciativa foi promovida pela Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur), e o debate aconteceu em conjunto com a Câmara de Vereadores, no Teatro Alberto Martins, onde estão sendo realizados os atos do Legislativo.

Para o secretário de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Genival Seixas, “essa audiência é para que os vereadores e a comunidade possam entender melhor esse assunto, que não se encerra aqui, terá desdobramentos. O meio ambiente, a fauna e a flora são temas que alcançam a todos”. O Parque que a gestão está propondo deverá ter 409 hectares, “o que pode parecer uma área imensa, mas para o meio ambiente, não é bem assim”.

O titular da pasta fez questão de lembrar que essa já foi uma área muito maior, com cerca de 700 hectares. O Parque já existia, o que ocorreu com um decreto na década de 70, mas ao longo do tempo, efetivamente, não foi consolidado e foi perdendo espaço, para, por exemplo, invasões e ataques ambientais de pessoas que despejam entulhos e retiram areias.

O momento foi considerado histórico pela presidente da Associação dos Moradores da Via Parque (AVP), Ana Maria Mandim, ao lembrar que essa é a discussão sobre o primeiro parque ecológico de Camaçari. “Todos esperamos que a implantação desse parque seja um ponto final nos crimes”. Ela ainda aproveitou para pedir o apoio dos vereadores “para que esta grande iniciativa se transforme em realidade, em benefício do povo”.

A explicação técnica do que se trata o parque foi feita pela técnica da Sedur e engenheira Ambiental, Milai Rodrigues, como o porquê da área delimitada e a legislação relacionada.  Dentre as justificativas para implantação estão: promover a realização de pesquisas e estudos científicos, oportunizar atividades de lazer, práticas educativas e de conscientização ecológica, a manutenção dos recursos hídricos e ordenar o uso e ocupação do solo.

A cidadã Fabiana Franco aproveitou o espaço aberto à população para reforçar a importância do momento, que também considera histórico. “Este é um dia que vai marcar a luta do nosso povo, em especial o povo nativo de Abrantes, da orla de Camaçari”, disse. Ela aproveitou para perguntar sobre a fiscalização, com a dificuldade de profissionais. O secretário Genival Seixas respondeu que esta já é uma preocupação do governo municipal, em ofertar qualidade técnica e os instrumentos para que aconteça.

O próximo passo será o envio de um projeto de lei, pelo Executivo, para avaliação dos vereadores. Depois será estabelecido o plano de manejo, que diz o que se quer com o parque, quais as regras, o que se pode fazer lá. Essa etapa também prevê reuniões técnicas e consulta pública. Também será estabelecido o conselho de administração do parque, e a partir disso iniciar a busca de recursos para implantação.

Estava presente o secretário de Turismo, Gilvan Souza, além de Gilvan Silva e Cilene Assis, da Defensoria Pública, e Fininho e Everaldo Vieira, representantes da União de Negros pela Igualdade (Unegro).

Antes foram realizadas algumas consultas públicas, com o objetivo de ouvir a opinião dos moradores da região, bem como discutir alternativas para que o meio ambiente não seja degradado, momento em que a poligonal foi aprovada.

Publicado em Camaçari

O Residencial Caminho do Mar I, II e III, localizado na Via Atlântica (BA-530), mais conhecida como Estrada da Cetrel, em Barra do Jacuípe, recebeu na manhã desta segunda-feira (12/08) grupos de trabalho do programa do governo municipal Ação Total. Esta é a quarta edição do programa que oferece melhorias para os moradores.

Além das secretarias de Infraestrutura (Seinfra), de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur), de Serviços Públicos (Sesp) e da Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT), envolvidas diretamente com o programa, uma equipe da Ouvidoria do município esteve presente para contribuir com o trabalho. Além disso, agentes de endemias da Secretaria de Saúde (Sesau) estão realizando visitas domiciliares para verificação e eliminação de possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue, através da inspeção de depósitos de água.

Aloísio Alves dos Santos, morador do Caminho do Mar I há 4 anos, disse estar feliz com a chegada da equipe. “É bom demais ver a limpeza sendo realizada, para evitar doenças e evitar que as crianças se machuquem. Todo mundo estava querendo a manutenção”, disse entusiasmado.

De acordo com o secretário da Sesp, Armando Mansur, o programa tem a proposta de realizar serviços integrados de melhoramentos, atendendo as necessidades locais para oferecer mais segurança e infraestrutura. “A Sesp tem contribuído com toda equipe de limpeza urbana, iluminação pública e poda. É uma ação conjunta com as secretarias envolvidas”, explicou sinalizando que está em conversa com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), que em breve também se juntará para facilitar a vida dos munícipes com relação aos problemas de água e esgoto.

Durante a ação, são feitos os serviços de varrição, limpeza, pintura de meio-fio, roçagem, poda de árvores, limpa fossa atuando nos bueiros, iluminação, tapa-buraco, sinalização horizontal e vertical, além da manutenção de praças. O morador João das Neves Bacelar também aprovou o trabalho que está sendo realizado. “Muito bom, está show de bola e espero que continue”, disse, acrescentando que o trabalho “merece nota mil”.

A ouvidora, Ilay Ellery, que estava presente, falou da dinâmica da demanda que o setor recebe, mas pontuou que “a interlocução que existe com as secretarias tem sido proveitosa”. Em tempo, parabenizou a todos e desejou sucesso no cumprimento da proposta do programa no Caminho do Mar.

A Ação Total já passou por Monte Gordo, Phocs, Vila de Abrantes e a próxima localidade a ser contemplada é o Parque das Mangabas. Ainda estavam presentes o superintendente da Prefeitura Avançada da Costa, José Cupertino, o coordenador da Defesa Civil, Ivanaldo Soares, fiscais, coordenadores, equipes da STT, da Defesa Civil, da Ouvidoria, da Sesau, além de lideranças do bairro e representante do Legislativo.

Publicado em Camaçari

Na estreia do Liverpool na temporada, o goleiro brasileiro, Alisson, saiu antes mesmo do fim da primeira etapa. Com uma lesão na panturrilha direita após cobrança de tiro de meta, o atleta ainda não tem data certa para retornar.

"Não é legal. É uma lesão na panturrilha que obviamente vai deixá-lo fora por um tempo. Eu não quero fazer agora um prognóstico exato de quando ele vai voltar, mas não será quarta-feira, com certeza, então temos que ver. Demora um pouco, vai levar algumas semanas com certeza", disse o treinador Jürgen Klopp.

O goleiro deve ficar de fora dos amistosos da seleção brasileira contra Peru e Colômbia no mês de setembro.

Publicado em Esportes

O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, negou, nesta segunda-feira (12/8), pedido para soltar o investigado Danilo Cristiano Marques, um dos presos no mês passado pela Polícia Federal (PF) sob suspeita de invadir os telefones celulares do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e de outras autoridades.

A liberdade foi pedida pela Defensoria Pública da União (DPU), que alegou no processo que as acusações contra Danilo não têm relação com a quebra de sigilo das autoridades. Ao analisar o caso, o magistrado entendeu que a prisão do investigado é necessária para não atrapalhar as investigações. De acordo com a PF, Danilo atuava em conjunto com Walter Delgatti Neto, que também está preso.

Ainda não foi esclarecido se os 60 chips encontrados com Danilo foram utilizados no procedimento empreendido por Walter para violação da intimidade das vítimas, e não se descarta a hipótese de que Walter obtinha os dados cadastrais das vítimas via invasão por aplicativo e repassava ao bando para a prática de estelionatos e fraudes bancárias“, disse o juiz.

Na mesma decisão, Ricardo Leite negou pedidos do jornal Folha de S.Paulo e da revista Veja para entrevista Walter Delgatti na prisão. Leite também rejeitou pedido de Suelen Priscila de Oliveira, outra investigada presa, para deixar a penitenciária feminina em Brasília e ficar detida na Superintendência da PF.

Os acusados estão presos na Operação Spoofing, expressão relativa a um tipo de falsificação tecnológica que procura enganar uma rede, ou uma pessoa, fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é.

 

 

Por Agência Brasil

Publicado em Brasil

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) agendou para esta terça-feira (13/8) a sequência do julgamento que pode levar ao afastamento do ministro Aroldo Cedraz do Tribunal de Contas da União. Cedraz, o filho dele, Tiago, e outras duas pessoas foram denunciadas pela Procuradoria-Geral da República, pelo crime de tráfico de influência.

O julgamento começou na semana passada, quando a Segunda Turma ouviu as partes e conheceu o relatório escrito pelo ministro Edson Fachin. A expectativa é que os ministros apresentem seus votos na terça.

Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) em outubro do ano passado, o ministro e seu filho, o advogado Tiago Cedraz, teriam praticado tráfico de influência ao receber dinheiro da empresa de engenharia UTC para beneficiar o grupo em processos relacionados à licitação da Usina Angra 3 em análise no Tribunal.

A combinação de preços teria causado prejuízos à Administração Pública Federal. O valor total do contrato correspondia a R$ 3,2 bilhões.

A denúncia foi estruturada com base na delação premiada do executivo Ricardo Pessoa, da UTC. Segundo o MPF, Pessoa e Tiago Cedraz teriam firmado um esquema em 2012, com pagamentos realizados de maneira parcelada até 2014. Registros de viagem e informações obtidas no escritório do advogado reforçaram a tese da procuradoria.

Aroldo Cedraz teria atuado, de acordo com o MPF, para atrasar o julgamento, com manobras como pedidos de vista. “Tal situação, somada aos fatos narrados pelos colaboradores acerca da atuação de Tiago Cedraz, revela que Aroldo Cedraz agiu para controlar a data do julgamento. Seu ato de ofício infringiu dever funcional, pois pediu vista de um processo para o qual estava previamente impedido”, informa trecho da denúncia.

A defesa do ministro argumenta que uma sindicância feita pelo próprio TCU não encontrou provas de que o ministro tenha praticado tráfico de influência.

Publicado em Brasil

A empresa Ecorodovias S.A., que controla as concessionárias Ecovia e Ecocataratas, assinou um acordo de leniência nesta segunda-feira (12) com a força-tarefa Lava Jato em Curitiba. O grupo, que é alvo da Operação Integração, admitiu que pagava propinas há 19 anos para garantir melhorias nos contratos e garantiu que devolverá R$ 400 milhões até 2021.

A 5.ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF (Ministério Público Federal) ainda terá que aprovar o acordo. A Justiça Federal de Curitiba ficará responsável pela homologação.

Com a multa de R$ 30 milhões, os R$ 370 milhões restantes serão pagos para reparação de danos. Do total, R$ 220 milhões servirão para diminuir em 30% a tarifa de todos os pedágios administrados pelas concessionárias do grupo.

A Ecorodovias S.A. confessou que está envolvida em vários atos de corrupção e lavagem de dinheiro, principalmente em contratos com o Governo do Paraná, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) e o Ministério dos Transportes.

Publicado em Brasil

A Coreia do Sul anunciou hoje (12/8) que planeja retirar o Japão de sua lista de países selecionados para procedimentos preferenciais de exportação.

O ministro da Economia da Coreia do Sul, Sung Yun-mo, disse que o governo irá alocar o Japão em uma nova categoria, a qual requer controles sobre exportação mais estritos.

De acordo com o plano, o Japão será retirado da lista de Seul com 29 nações consideradas parceiras comerciais de confiança. Empresas terão que submeter um maior número de documentos para enviar produtos para o Japão e o processo de análise deve levar mais tempo.

Sung declarou que a necessidade de introduzir uma estrutura de controle de exportações se dá pela dificuldade de se trabalhar em estreita cooperação com um país que viola com frequência as regras básicas de controle de exportação ou que opera sob um sistema inadequado.

Sung disse que a nova classificação está prevista para ser implementada em setembro, depois que o ministério coletar a opinião do público geral ao longo dos próximos 20 dias.

Afirmou ainda que o governo da Coreia do Sul está disposto a negociar caso Tóquio faça um pedido enquanto durar a coleta de opinião.

No dia 2 de agosto, o governo do Japão aprovou planos para retirar a Coreia do Sul de uma lista de nações que têm direito a procedimentos de controle de exportação simplificados.

Seul anunciou, no mesmo dia, que iria retirar o Japão de sua própria lista de parceiros comerciais de confiança.

Publicado em Mundo

O Ministério Público Federal entrou com uma ação civil pública pedindo que indicações para cargos de embaixador, sigam critérios que representem a efetiva experiência diplomática do candidato. A ACP pode barrar a indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL) ao cargo.

O órgão pediu caráter de urgência, solicitando que sejam respeitados ao menos três requisitos para o cargo:

  • que a pessoa escolhida para o cargo tenha reconhecido mérito em atividades diplomáticas;
  •  que tenha prestados serviços relevantes em diplomacia para o país;
  • que essas atividades somem, ao menos, três anos de experiências anteriores.

De acordo com o MPF, a ação foi motivada após dezenas de representações serem protocoladas questionando a intenção do governo em indicar o deputado Eduardo Bolsonaro à embaixada.

Os procuradores que assinam a peça (Ivan Cláudio Garcia Marx; Luciana Loureiro Oliveira; Márcia Brandão Zollinger; Marina Sélos Ferreira; Mário Alves Medeiros e Paulo José Rocha Junior)  argumentam que os critérios “não se esgotam em sua literalidade e que a própria presidência da República analisou, em 2017, o desprestígio da política exterior no Brasil em razão da incapacidade de seus executores em conjugar o universo das instituições públicas numa atuação coordenada”.

O documento ainda ressalta uma necessidade de que haja maior preparação do corpo diplomático, e não de sua informalidade.  De acordo com a ação, os profissionais precisam ter perfil ou formação acadêmica compatível com a função as quais são indicados. Na ação, são apontados currículos de embaixadores que já serviram o Brasil em Washington.

Se os requisitos não forem cumpridos, o MPF quer que a Justiça revogue ou suste qualquer tipo de trâmite de nomeação nesse sentido, informou o Ministério Público Federal do Distrito Federal. Os procuradores requerem que seja imposta multa diária à União, caso a decisão não seja atendida tempestivamente.

 

 

Por Terça Livre

Publicado em Política
Pagina 1 de 2

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos