Itens filtrados por data: Domingo, 07 Julho 2019

Prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo, está de volta à Brasília. O gestor da cidade viajou acompanhado do procurador do município, Bruno Nova, da secretária da Infraestrutura, Joselene Cardim, e técnicos da secretaria. A viagem é mais um esforço da gestão para garantir a manutenção dos recursos destinados às obras do Programa de Urbanização Integrada do Rio Camaçari.

A intenção da ação é retomar a execução da obra o quanto antes e fazer com que o município não perca os orçamentos já garantidos e que estavam em risco por conta da paralisação das intervenções devido às irregularidades em gestões anteriores apontadas pela Controladoria Geral da União.

“A agenda de hoje está dentro do contexto de acompanhamento”, explicou o procurador, Bruno Nova, que ressaltou ainda a necessidade da visita devido às alterações e modificações de gestão do governo federal, com a troca de alguns técnicos no ministério. “O encontro foi mais uma oportunidade de ressaltarmos a importância da obra pra Camaçari e o atendimento às medidas de saneamento do processo que foram feitas desde 2017 por parte da Prefeitura”, concluiu.

O responsável pela Procuradoria Geral do Município pontuou ainda: “a União tem prazos normativos e nós estamos cumprindo, inclusive hoje saímos da reunião com todo arcabouço normativo e técnico fixado pra que a gente possa soltar licitação para continuidade da obra”, finalizou.

O prefeito Elinaldo reforçou: “desde o início do mandato temos mantido uma relação mais próxima junto aos órgãos federais como forma de demonstrar transparência e lisura na condução do processo, características comuns do nosso governo, essenciais para que possamos reconquistar a credibilidade do município”.

O chefe do Executivo lembrou ainda que foi necessário passar por uma fase inicial de saneamento e regularização que resultou na devolução de mais de R$ 25 milhões à Caixa. “Foram recursos próprios que poderiam ser aplicados na educação e na saúde, mas tivemos que devolver à União como uma forma de sanear o problema, e assim o município poder continuar com o termo de compromisso com a União no sentido de executar a obra”.

Publicado em Camaçari

O programa municipal de melhorias habitacionais, Casa Melhor, continua contemplando moradores de toda Camaçari e, desta vez, mais uma localidade da Costa está sendo beneficiada. Nesta quarta-feira (10/07), às 16h, a Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Habitação (Sehab), realiza a entrega de mais uma casa reformada, na localidade de Areias.

A casa de Dona Maria Emília foi a primeira a ser melhorada e ela esbanja felicidade ao falar da mudança de vida que teve com o programa. “O banheiro era todo quebrado, tinha até um buraco. As telhas todas quebradas. Agora a minha casa está toda bonitinha”, conta a moradora.

Assim como Dona Maria Emília, outros 29 imóveis estão sendo contemplados com o Casa Melhor na referida localidade. “Areias é uma das comunidades da Costa que necessitam do programa. E estamos trazendo as melhorias que o povo precisa”, comentou o secretário de Habitação, Júnior Borges.

O programa Casa Melhor já beneficiou quase 200 residências, na sede e na Costa de Camaçari. Entre os bairros contemplados estão Santa Maria, Vila de Abrantes, Parque Satélite, Mangueiral, Verdes Horizontes e Parafuso. Outros bairros ainda receberão o programa de melhorias habitacionais.

Casa Melhor – O programa Casa Melhor é realizado pela Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Habitação (Sehab), com recursos próprios do município, e tem como proposta realizar reformas nas casas de moradores de Camaçari, na sede e na Costa, com um investimento de até R$ 5 mil em cada imóvel.

Inscrição – Para se inscrever, o morador pode se dirigir até a Sehab, localizada na Avenida Jorge Amado, ao lado da Faculdade Metropolitana de Camaçari (FAMEC), de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h, com documento de identidade, CPF, Carteira de Trabalho, folha de resumo do CadÚnico, comprovante de residência, título de eleitor e comprovante de renda familiar.

Publicado em Camaçari

O Capitão Tiago Carnevale, que serve a população há 16 anos na Polícia Militar do Estado de São Paulo, realizou uma pesquisa chamada “Fatores de risco e de proteção para doenças crônicas não transmissíveis na PMESP” junto ao Departamento de Nutrição da Universidade de São Paulo (USP).

A pesquisa realizada foi o tema da dissertação de mestrado dele no Programa de Nutrição em Saúde Pública, feita na metade do ano passado e apresentada no último 25 de junho, com dados colhidos de policiais e bombeiros de São Paulo.

Tiago que entrou recentemente para a Diretoria de Ensino e Cultura da Polícia Militar, conta que “é visível o número de policiais com excesso de peso na instituição e com problemas de saúde, é nítido“.

O trabalho foi uma dissertação de mestrado com dados colhidos de 3266 policiais e bombeiros. Os resultados nos fazem atentar para os problemas que os membros da instituição atravessam.

De um efetivo aproximado de 82.500 militares, contando policiais e bombeiros, entre soldados e oficiais, as estimativas encontradas são:

  • 60.000 policiais acima do peso;
  • 12.000 com problemas de hipertensão arterial;
  • 28.000 sofrendo com colesterol ou triglicérides elevado;
  • 6.000 com diabetes;
  • 29.000 com dor crônica da coluna;
  • 7.000 enfrentando depressão.

Carnevale recomenda o aumento da atividade física: “Até a prevalência de depressão é menor em pessoas fisicamente ativas“, afirma.

A principal causa de afastamento do serviço na população brasileira é dor crônica na coluna, foi alta a prevalecia estimada desse problema na PMESP, uma vez que o policial carrega de peso corpo, somando colete, arma, lanterna e demais equipamentos, de 10 a 12 quilos, já o bombeiro carrega 20 quilos aproximados.“, diz o mestre.

Ele também ressalta que um estudo realizado com a polícia militar do Espírito Santo, revelou que a expetativa de vida nas forças policiais é de 58 anos.

trabalho nutrição PM

O exercício é a solução

Para mudar esse quadro dramático, Capitão Tiago faz recomendações simples.

A prática de atividade física moderada acima de 150 minutos por semana foi vista como a principal ferramenta para a prevenção dessas doenças na instituição, por isso ela deve ser incentivada a toda tropa”, afirma.

 

Por Terça Livre

Publicado em Brasil

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, estará de licença entre 15 e 19 de julho, conforme despacho presidencial publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 8 de julho.

A licença do ministro será tirada para tratar de assuntos particulares, segundo o despacho. A assessoria do ministro informou que  ele irá tirar uma licença não remunerada, com base na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 (Art. 81. Conceder-se-á ao servidor licença, VI – para tratar de interesses particulares).

O período de afastamento de Moro já era planejado desde janeiro, quando assumiu o Ministério da Justiça e, segundo a assessoria informou, não tem a ver com o vazamento criminoso e duvidoso de mensagens entre ele e procuradores da Lava Jato, que vêm sendo divulgadas pelo site The Intercept Brasil.

Durante a licença, ficará no cargo o secretário executivo nº2 da Justiça,  Luiz Pontel de Souza.

Publicado em Brasil

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, vistoriou neste final de semana, oito aviões da Fundação Nacional do Índio (Funai) que, segundo relatório, foram deixadas desde a década passada em hangares dos aeroportos de Goiânia/GO, Brasília/DF, Rio de Janeiro/RJ e Itaituba/PA.

Há ainda uma aeronave do Incra, cedida à Funai para o atendimento aos indígenas. O prejuízo com aluguéis não pagos pode chegar a R$ 3 milhões.

“É um crime contra a administração pública e contra os povos indígenas. Enquanto esses aviões estão aqui parados, milhares de aldeias sofrem diariamente com a falta de comida, de vacinas e de atendimento médico”, afirma Damares Alves. “Quantos índios já morreram por picadas de cobras porque não tinha uma aeronave dessas para levá-los ao hospital?”, disse ainda em entrevista.

O recurso já supera o valor atual de mercado das aeronaves, calculado em aproximadamente R$ 1 milhão. Todas estão em péssimo estado de conservação e sem condições de voar. Uma delas, em Brasília, teve os motores arrancados. Um edital deve ser lançado dentro dos próximos 30 dias para a venda dos bens. Algumas devem render somente o valor da sucata.

A Funai investiga o ocorrido, mas a suspeita é de que elas tenham sido abandonadas após a transferência da competência de atendimento para o Ministério da Saúde, em 2010. Nenhum documento explica o porquê de os bens não terem sido transferidos para o órgão à época.

“Já iniciamos o processo administrativo em que buscaremos a responsabilização dos gestores que tiveram tão pouco caso como patrimônio público e com a saúde indígena. Nada disso vai ficar impune”, assegura o presidente interino da Funai, general Fernando Melo, que também participou da vistoria.

Damares Alves publicou em suas redes sociais um vídeo onde se mostra indignada com a situação encontrada. “Este era o “compromisso” dos governos passados com a coisa pública e com a saúde indígena”, escreveu.

Publicado em Política

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (8) que a Casa vai viver uma semana decisiva com o início da votação da reforma da Previdência. Aprovada na semana passada, na comissão especial, a proposta de emenda à Constituição (PEC 6/19) vai a plenário nesta terça-feira (9).

Vamos viver uma semana decisiva. O grande desafio nosso é a votação no plenário. Temos que mobilizar um número enorme de parlamentares, deputados, deputadas, para um tema que é fundamental e decisivo, mas a gente sabe que foi uma construção”, disse Maia, em um podcast publicado em suas redes sociais.

Segundo o presidente da Câmara, a elaboração do texto que vai a plenário se deve “à capacidade de diálogo” e ao “equilíbrio” do Congresso.

A construção da vitória, se acontecer, será uma construção do Parlamento, não será uma construção do governo. O governo ajuda. O governo, em alguns momentos, atrapalhou, mas tem ajudado nas últimas semanas. Mas precisa ficar claro, nesse processo – exatamente para que os deputados tenham conforto para votar –, que o resultado desta semana será o resultado do esforço, do trabalho e da dedicação de cada deputado e de cada deputada”, afirmou Maia.

Negociações

As negociações para votação da reforma da Previdência continuam entre Maia e líderes partidários, nesta segunda-feira, após um fim de semana de conversas na residência oficial da Presidência da Câmara.

No sábado (6), Maia se reuniu com líderes e articuladores do governo. Ele disse estar confiante na aprovação da reforma da Previdência “com uma boa margem de votos”. Maia trabalha para que o quórum de deputados seja alto e, terminado o debate, seja possível entrar no processo de votação do texto entre terça-feira (9) e quarta-feira (10).

No domingo (7), foi a vez de o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, se reunir com Maia. Na saída do encontro, ele demonstrou otimismo com a possibilidade de votação do primeiro turno da reforma da Previdência nesta semana no plenário da Câmara.

O relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-RJ) foi aprovado na madrugada de sexta-feira (5) na comissão especial destinada a apreciar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) encaminhada pelo governo. Maia marcou sessões no plenário a partir desta segunda-feira (8) à tarde para garantir que a matéria comece a ser apreciada no dia seguinte, já que é preciso um interstício de duas sessões do plenário.

Publicado em Política

Foi divulgado pelo Ministério da Agricultura,  nesta segunda-feira (8), as tarifas e cotas para produtos agrícolas brasileiros vendidos para o mercado europeu quando o acordo União Europeia e Mercosul entrar em vigor.

O Ministério explica que cerca de 99% das exportações agrícolas brasileiras terão as tarifas eliminadas (zeradas) ou parcialmente reduzidas. Aproximadamente 82% dos produtos agrícolas terão acesso livre ao mercado europeu e o restante ampliará a participação por meio de cotas preferenciais fixas.

Tarifas totalmente eliminadas

Entre os produtos, terão alíquota zeradas, os abacates (de 4% será zerada em quatro anos), limões e limas (de 14% será retirada em 7 anos), maçãs (de 10% será extinta em 10 anos); melancias (de 9% será eliminada em 7 anos); melões (de 9% será abolida em 7 anos) e uvas frescas de mesa de 11% será zerada assim que o pacto entrar em vigor, mantido o preço de entrada). Para o café torrado e solúvel, alíquota de 9% será eliminada em quatro anos.

Para fumo manufaturado, as alíquotas de 10% a 75% devem ser retiradas em sete anos, enquanto para fumo não manufaturado as alíquotas de 5% a 11% serão extintas em quatro anos. Quanto a óleos vegetais, a tarifa será zerada imediatamente.

Além disso, 80% dos pescados frescos e congelados (como camarões, lagostas e filés de bonito congelados) terão livre comércio a partir da vigência do acordo. Bonito e sardinha terão tarifas retiradas em dez e sete anos, respectivamente. As tarifas para tilápias congeladas e outros camarões serão zeradas em 4,7 e 10 anos, respectivamente.

Acesso ampliado

Para produtos com acesso ampliado,  o ministério destacou o tratamento para carne bovina (99 mil toneladas peso carcaça, 55% fresca e 45% congelada), com tarifa intracota de 7,5% e volume crescente em cinco anos. Para a cota Hilton (10 mil toneladas), a tarifa intracota de 20% será zerada na entrada em vigor do pacto.

Quanto à carne de aves, a cota é de 180 mil toneladas de peso carcaça (metade com osso e metade desossada), com tarifa intracota zero e volume crescente em cinco anos.

No caso da carne suína, são 25 mil toneladas, com tarifa intracota de 83 euros por tonelada e volume crescente em cinco anos. Já para açúcar, a cota é de 180 mil toneladas, com tarifa intracota eliminada assim que o pacto entrar em vigor – o Paraguai tem cota específica de 10 mil toneladas com tarifa intracota zero.

Para etanol, a cota é de 450 mil toneladas de etanol industrial, com tarifa intracota zero na vigência do acordo, 200 mil toneladas de etanol para outros usos, com tarifa intracota equivalente a 1/3 da aplicada na Europa (6,4 ou 3,4 euros/hectolitro) e volume crescente em cinco anos.

No caso do arroz, a cota é de 60 mil toneladas, com tarifa intracota zero quando o acordo entrar em vigor e volume crescente em cinco anos. Já para mel, são 45 mil toneladas, com tarifa intracota zero na vigência do pacto e volume crescente em cinco anos.

O milho terá cota de 1 milhão de toneladas, com tarifa intracota zero quando o acordo passar a vigorar e volume crescente em cinco anos. Para ovo, a cota é de 3 mil toneladas, com tarifa intracota zero na entrada em vigor do acordo e volume crescente em cinco anos. Para ovoalbumina, o tratamento é o mesmo.

Tratamentos mistos

Entre os produtos com tratamentos mistos estão suco de laranja e cachaça. No caso do suco, o pacto determina que o produto com preço acima de 30 euros por 100 kg terá mudança da tarifa de 12% para zero em sete anos, de 15% para zero em dez anos e 34% para zero em dez anos.

Já o suco com valor não superior a 30 euros por 100 kg terá preferência fixa de 50% da alíquota de 15,2 + 20,6 euros por 100 kg e 33,6 + 20,6 euros por 100 kg. Quanto à cachaça, garrafas inferiores a 2 litros terão comércio liberalizado em quatro anos. A cachaça a granel terá cota de 2,4 mil toneladas com tarifa intracota zero e volume crescente em cinco anos. Atualmente a alíquota para aguardente é de aproximadamente 8%.

Publicado em Brasil

A viagem entre as cidades de Santiago, capital do Chile, e a capital baiana vai ficar mais rápida e prática no próximo verão. O Salvador Bahia Airport e a Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), acabam de fechar um acordo com a companhia aérea SKY para operar três voos semanais – às segundas-feiras, quartas-feiras e sábados -, entre 30 de dezembro de 2019 e 3 de março de 2020.

A oficialização da parceria foi feita nesta segunda-feira (8), no Palácio Thomé de Souza, com as presenças do prefeito ACM Neto; do vice e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas, Bruno Reis; do secretário da Secult, Cláudio Tinoco; dos diretor comercial do Salvador Bahia Airport, Marc Gordien; e dos representantes da SKY Renata Robbio e Stefano de Luca – coordenadora de assuntos corporativos e coordenador de vendas internacionais, respectivamente. Também acompanharam o evento representantes do trade turístico e imprensa.

Atualmente, o Chile é o segundo maior emissor de turistas para a capital baiana, mesmo sem ter o voo direto. A conexão direta entre as duas cidades vai estimular ainda mais a vinda de chilenos para o estado, movimentando toda a cadeia de turismo.

“A atração destes voos para a capital baiana reafirma o compromisso da Prefeitura de Salvador em buscar meios para manter e ampliar o nosso fluxo turístico. Na última temporada, tivemos o verão mais movimentado da década e nesta queremos superar ainda mais esta marca”, afirma o prefeito ACM Neto.

Para o gestor da Secult, Claudio Tinoco, esta é uma medida que também visa aproximar ainda mais os chilenos da capital baiana. “Estamos trabalhando incessantemente para continuar fazendo o turismo de Salvador crescer. Por isso mesmo, apoiaremos medidas que sejam efetivas na vinda de turistas para a nossa cidade. Salvador sai na frente ao atrair importante companhia aérea estrangeira e estabelecer uma conexão direta com um dos principais mercados da América Latina.”, explicou Tinooco.

Potencial do Chile

Segundo a Secult, cerca de 3,7 milhões de visitantes passaram por Salvador no Verão de 2018/2019. “Um dos objetivos prioritários do Salvador Bahia Airport é justamente o aumento do tráfego aéreo. Estamos particularmente felizes com esta rota, pois conectará dois aeroportos da rede Vinci Airports, que também tem participação no Aeroporto de Santiago do Chile”, ressaltou Graziella Delicato, gerente de negócios aéreos do Salvador Bahia Airport, também presente no evento.

O Chile está na preferência dos brasileiros. O país recebeu o número recorde de 589.172 turistas saídos do Brasil, quantidade 8,1% maior do que a registrada em 2017, de acordo com o Serviço Nacional de Turismo do Chile. E existem diversos motivos que explicam esses dados. A capital Santiago possui ótima estrutura, vistas deslumbrantes, rica gastronomia e cultura diversificada. Um dos destaques fica por conta do visual da Cordilheira dos Andes, que cerca toda a cidade e é visível em vários pontos, além dos mirantes que garantem um panorama ainda mais impressionante.

História da Sky

A SKY foi fundada em 2002 e se tornou uma das companhias mais importantes do Chile e da região, transportando 25% dos passageiros domésticos. Em 2015, se tornou a primeira empresa aérea low cost do Cone Sul, impactando o mercado doméstico com uma redução de tarifas da ordem de 35%. Com uma frota de 20 aeronaves, a empresa hoje oferece voos internacionais para destinos como Buenos Aires, Córdoba, Mendoza, Lima, Montevideo, Rio de Janeiro e São Paulo.

“Nosso objetivo é mobilizar sonhos, ideias e projetos, disponibilizando os céus para todos. O anúncio de que agora vamos operar a rota Santiago-Salvador com um voo direto é uma ótima notícia e contribui diretamente para esse objetivo. O melhor é oferecer aos chilenos e brasileiros a possibilidade de um voo direto e rápido na melhor linha companhia aérea low cost da América do Sul, segundo o último ranking da Skytrax, e com a frota de aviões mais moderna da América do Sul, o A320 Neo”, disse Holger Paulmann, CEO da SKY.

Publicado em Salvador

O volume de chuva registrado em Salvador, nas últimas 24 horas foi de 164 milímetros, conforme informações da Defesa Civil de Salvador. O valor se aproxima do esperado para o mês inteiro na capital baiana, que era de 165 milímetros.

Desde o domingo (7), a chuva forte atinge a capital baiana e causa diversos alagamentos pela cidade.

Conforme explica Sosthenes Macêdo, superintendente da Codesal, esse volume de chuva causa preocupação, principalmente de bairros onde há construções irregulares.

"Estamos no inverno. Agora em julho teremos periodicidade de chuva, talvez não como no domingo (7), mas a chuva vai continuar. Durante a madrugada choveu menos, pois o sistema está se afastando da nossa cidade, subindo para Aracaju, Alagoas. A expectativa é que o volume de chuva caia", explicou.

Sosthenes informou ainda que as equipes da Codesal estão trabalhando em esquema de plantão e que não há registro de casos graves.

Árvore caiu nesta segunda-feira (8), em dia chuvoso e de ventos fortes em Salvador  — Foto: Rafael Marques/TV Bahia
 

Conforme o boletim do órgão, de 0h até 6h46 desta segunda-feira (8), foram registrados 12 ocorrências. A maior deles foi um deslizamento de terra. Não há registro de feridos.

Houve também desabamento de parte de estrutura de um casarão na Ladeira do Baluarte, no bairro Santo Antônio Além do Carmo. Ninguém ficou ferido, mas os escombros atingiram dois carros que estavam estacionados na frente do imóvel. Os carros ficaram destruídos.

Um outro desabamento de parte de estrutura foi registrado na Rua Hamilton Sapucaia, no bairro da Gamboa. Não há informações sobre feridos.

Já no Alto do Cabrito, na Rua Oscar Duque de Almeida, os moradores levaram um susto por conta de um deslizamento de terra. Há muita lama espalhada pelo local. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

Além disso, foram registrados alagamentos na região de Plakaford, em pontos próximos à Rodoviária de Salvador e em ruas como Aroldo de Sá, Isidório Bispo e Regis Pacheco todas no bairro do Uruguai, na Cidade Baixa. No bairro de Valéria, na Rua Terracom, várias casas foram invadidas pela água.

Uma árvore caiu na região da Avenida ACM, em frente ao shopping da Bahia. Ninguém foi atingido.

Além dos alagamentos e desabamento, o mau tempo causou a interrupção da travessia Salvador Mar-Grande pelo segundo dia. No domingo, as viagens marítimas através do sistema foram suspensas após a chuva forte na capital baiana e região metropolitana.

Na Rua Terracom, várias casas foram invadidas pela água.  — Foto: Uelington Miranda / Arquivo Pessoal

 

Por G1

Publicado em Salvador

Salvador Pascoal dos Santos Neto, de 37 anos, foi flagrado com documentos e cartões falsos na noite da sexta-feira, 5. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA), ele chegou a oferecer R$ 10 mil para não ser conduzido à delegacia.

Os policiais realizavam uma patrulha no bairro de Stella Maris quando abordaram o veículo modelo Sandero. Salvador desceu do carro e apresentou documentos falsos durante revista. Ao ser questionado, ele informou que confeccionava os materiais ilícitos em um imóvel no mesmo bairro.

No imóvel, os policiais militares apreenderam duas impressoras, um scanner, uma máquina de imprimir cartões, talões de cheque, cartões de crédito, uma carteira com documentos falsos, entre outros materiais.

Ainda de acordo com a SSP, Salvador já havia sido preso em 2014 pela Polícia Federal por cometer o mesmo crime.

Material apreendido pela polícia na residência do suspeito - Foto: Divulgação | SSP-BA

Publicado em Salvador
Pagina 1 de 2

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos