Itens filtrados por data: Março 2019

Bahia Norte realiza testes finais na infraestrutura

A partir desta terça-feira, 30 de abril, a Concessionária Bahia Norte vai realizar os últimos testes operacionais no posto de pesagem veicular implantado no km 44 da BA-093, em Mata de São João. Com a operação da nova estrutura, a CBN e a Polícia Militar Rodoviária, têm como objetivo a fiscalização do tráfego de veículos de carga, garantindo o cumprimento das normas de trânsito em relação ao peso das cargas.

“Trata-se de mais uma medida em favor da segurança viária para o usuário do Sistema BA-093, uma vez que evitará o tráfego de veículos com sobrepeso pelas vias, contribuindo, consequentemente, para redução de acidentes além de garantir maior durabilidade para o pavimento”, afirma Alessandro Fernandes, Gerente de Operações da Concessionária Bahia Norte.  A empresa estima que a nova estrutura entre em operação até o final desta semana.

Publicado em Camaçari

Carteira de Trabalho, RG, CPF, comprovantes de residência e escolaridade, além de certificados de cursos, se assim desejar. 

Essas são apenas algumas vagas disponíveis e estão sujeitas ao limite de encaminhamentos. Para consultar a lista completa, o trabalhador deve comparecer à unidade de seu município.

Vagas exclusivas para Salvador (30/04)

AUXILIAR DE MANUTENÇÃO VEICULAR
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir CNH ‘B’ e disponibilidade de viagem, além de conhecimento em manutenção/peça básicas de veículos em pequeno porte, informática (básico) e de toda região metropolitana de Salvador
Salário R$ 1.372,11 + Benefícios
01 VAGA

BOBINADOR ELETRICISTA
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência na função
Salário R$ 1.300,00 + Benefícios
01 VAGA

ANALISTA DE SISTEMAS
Ensino Superior incompleto em Sistema de Informação, Ciências da Computação ou afins - A partir do 4º sem.
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório conhecimento em UML, elaboração de fluxograma e SQL e disponibilidade para viagem 
Salário R$ 1.900,00 + Benefícios
02 VAGAS

CONTROLADOR DE PRAGAS
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência na função, CNH ‘A/B’ e moto própria
Salário R$ 1.155,00 + Benefícios
01 VAGA

CORRETOR DE IMÓVEIS
Ensino Técnico completo em Transações Imobiliárias
Experiência mínima de 06 meses na função 
Obrigatório possuir vivência na área e CRECI
Desejável: carro ou moto e CNH ‘A’ ou ‘B’
05 VAGAS

ENCARREGADO DE COZINHA
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência em liderança de equipe de cozinha e disponibilidade de horário
Salário R$ 1.494,97 + Benefícios
01 VAGA

IMPRESSOR SERIGRÁFICO
Ensino Fundamental completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência na área
02 VAGAS

PEIXEIRO
Ensino Fundamental completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência nas atividades de corte/manipulação de peixes, crustáceos etc
Salário R$ 1.100,00 + Benefícios
02 VAGAS

PROGRAMADOR DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
Ensino Superior completo em Sistema de Informação
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência na área, conhecimento sólido em alguma linguagem de programação (PHP, NET, ColdFusion etc), conhecimento em MySQL e em modelagem de banco de dados
Salário R$ 2.000,00 + Benefícios
01 VAGA

OURIVES
Ensino Médio incompleto
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência na área
01 VAGA

RELOJOEIRO (REPARAÇÃO)
Ensino Médio incompleto
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência na área
04 VAGAS

REPRESENTANTE COMERCIAL AUTÔNOMO
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência com vendas e disponibilidade para atividades externas 
05 VAGAS

SERRALHEIRO
Ensino Fundamental completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência na área e residir em Itapuã, Mussurunga, São Cristóvão, Barro da Paz, Jardim das Margaridas, Stella Mares e Praia do Flamengo ou Camaçari (apenas região de Abrantes)
Salário R$ 1.642,00 + Benefícios
01 VAGA

TÉCNICO DE CELULAR
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência na área
01 VAGA

VENDEDOR INTERNO
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência com vendas ou locação de máquinas/equipamentos e residir em Salvador
Desejável: CNH ‘B’ e conhecimento do sistema TOTVS ou outro sistema integrado 
Salário R$ 1.700,00 + Benefícios
01 VAGA


Vagas EXCLUSIVAS para UNIDADE CENTRAL de Salvador (30/04)
END.: Av. ACM, 3359 – Cond. Torres do Iguatemi. Funcionamento de segunda a sexta, das 7h as 17h.

ASSISTENTE DE VENDAS
Ensino Superior incompleto em ADM ou MKT - A partir do 4º sem.
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência com vendas em serviços de medicinas do trabalho 
Salário R$ 1.000,00 + Benefícios
01 VAGA

INSTALADOR-REPARADOR DE LINHAS E APARELHOS DE TELECOMUNICAÇÕES
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 03 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência na área, CNH ‘A’ e moto própria
Salário R$ 1.020,00 + Benefícios
03 VAGAS

INSTALADOR DE VIDROS TEMPERADOS
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência com esquadrias em vidro temperado e manuseio de vidros.
03 VAGAS

MONTADOR DE ANDAIMES
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência com montagem/desmontagem de andaimes suspensos leves para Balancim e certificações NR 35, NR 11 e NR 12
Salário R$ 1.079,55 + Benefícios
01 VAGA

SERRALHEIRO DE ALUMÍNIO
Ensino Fundamental completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência com esquadrias de alumínio e especialização em corte/montagem de peças
03 VAGAS

OPERADOR DE ELEVADOR DE CREMALHEIRA
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir os cursos de Operador de Elevador Cremalheira e NR35, 11 e 12 
Salário R$ 1.734,21 + Benefícios
03 VAGAS

TUTOR EM EAD
Ensino Superior completo em Administração com Pós-graduação
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência em docência no ensino Superior
Salário R$ 1.751,00 + Benefícios
01 VAGA

Vagas exclusivas para Mata de São João (30/04)

AJUDANTE DE COZINHA
Ensino Fundamental completo
Experiência mínima de 03 meses na função
10 VAGAS

GARÇOM
Ensino Fundamental completo
Experiência mínima de 03 meses na função
10 VAGAS

Vagas exclusivas para Santo Antônio de Jesus (30/04)

AJUDANTE DE DISTRIBUIÇÃO (PCD)
Exclusiva para Pessoas com Deficiência
01 VAGA 

PROGRAMADOR DE INFORMÁTICA
Ensino Médio completo
Experiência na função
01 VAGA

OPERADOR DE MÁQUINAS
Ensino Médio completo
Experiência na função
01 VAGA

CHAPISTA DE LANCHONETE
Ensino Fundamental completo
Experiência na função
01 VAGA

Vagas exclusivas para Jequié (30/04)

AUXILIAR DE LINHA DE PRODUÇÃO (PCD)
Exclusiva para Pessoas com Deficiência
Ensino Fundamental incompleto
Experiência mínima de 06 meses na função
03 VAGAS

GARÇOM
Ensino Médio incompleto
Experiência mínima de 06 meses na função
01 VAGA

BACHAREL EM EDUCAÇÃO FÍSICA
Ensino Superior completo
Experiência mínima de 06 meses na função
03 VAGAS

MANICURE
Ensino Fundamental completo
Experiência mínima de 06 meses na função
02 VAGAS

Vagas exclusivas para Ilhéus (30/04)

AUXILIAR ADMINISTRATIVO (PCD)
Exclusiva para Pessoas com Deficiência - Apresentar laudo
Ensino Médio completo e curso de informática básica
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA


ASSISTENTE QUÍMICO
Ensino Superior completo em Engenharia Química 
Experiência mínima de 06 meses na carteira 
Obrigatório possuir conhecimento químico de Látex, processos de produção, inglês fluente e domínio do Excel
01 VAGA

CONSULTOR DE VENDAS
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir informática básica
01 VAGA

VENDEDOR INTERNO
Ensino Médio completo 
Experiência mínima de 06 meses na carteira na área de eletrodomésticos e móveis 
Obrigatório possuir informática básica
01 VAGA

EDITOR DE FOTOGRAFIA
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir conhecimento com Photoshop, CorelDraw, produção fotográfica e diagramação de álbum
01 VAGA

VENDEDOR EXTERNO
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir CNH ‘A’
01 VAGA


Vagas exclusivas para Itabuna (30/04)

AUXILIAR DE LIMPEZA (PCD)
Exclusiva para Pessoas com Deficiência
Ensino Fundamental completo
Não exige experiência
01 VAGA

OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD)
Exclusiva para Pessoas com Deficiência
Ensino Médio completo
Não exige experiência
05 VAGAS

AUXILIAR ADMINISTRATIVO (PCD)
Exclusiva para Pessoas com Deficiência
Ensino Médio completo
Não exige experiência
02 VAGA

VENDEDOR AUTÔNOMO
Ensino Médio incompleto
Não exige experiência
10 VAGAS


VENDEDOR DE SERVIÇOS
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses com vendas externas e internas
Obrigatório possuir CNH ‘A’ ou ‘B’ e veículo próprio
01 VAGA

AUXILIAR ADMINISTRATIVO
Ensino Superior incompleto em Administração ou afins
Experiência mínima de 06 meses na carteira 
Obrigatório possuir vivência com contas a pagar, faturamento e compras
01 VAGA

MOTORISTA DE ÔNIBUS RODOVIÁRIO
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses função
Obrigatório possuir CNH ‘D’ e curso de condutor de passageiros
50 VAGAS

MOTORISTA DE CARRO FORTE
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira com ônibus ou caminhão
Obrigatório possuir CNH ‘D’ e curso de Vigilante e Extensão a Carro Forte
01 VAGA

PROMOTOR DE VENDAS
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses com vendas de serviços
Obrigatório possuir CNH ‘A’ ou ‘B’ e carro ou motocicleta
02 VAGAS

MECÂNICO DE VEÍCULO A DIESEL
Ensino Fundamental incompleto
Experiência mínima de 06 meses na função
01 VAGA

OPERADOR DE CENTRAL DE TELEMARKETING ATIVO
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir vivência com atendimento, telefonia e telemarketing
01 VAGA

SALGADEIRO
Ensino Fundamental incompleto
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir vivência com salgados tradicionais, folheados e gourmet
01 VAGA

Vagas exclusivas para Senhor do Bonfim (30/04)

DENTISTA
Ensino Superior completo
Experiência na função
01 VAGA

SUPERVISOR DE VENDAS
Ensino Médio completo
Experiência na função com vendas
01 VAGA

PADEIRO
Ensino Fundamental completo
Experiência na função
01 VAGA

 

Publicado em Empregos e concursos

Termina nesta terça-feira (30), às 23h59, o prazo para entregar a declaração do Imposto de Renda 2019, referente ao ano-base 2018.

A Receita Federal espera receber 30,5 milhões de declarações. Até as 12h de segunda-feira (29), 24.387.237 declarações foram recebidas - cerca de 80% do total.

A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74. O valor máximo corresponde a 20% do imposto devido.

Declaração incompleta evita multa

 

Para os contribuintes que ainda não conseguiram reunir todos os dados e documentos necessários para enviar a declaração, uma opção é a entrega incompleta, seguida de uma declaração retificadora. Quem encontrou problemas na declaração já entregue também pode utilizar essa opção para corrigir os erros. O envio de declaração incompleta pode ser solução para ganhar tempo e para evitar multa.

O procedimento para a realização de uma declaração retificadora é o mesmo que para uma declaração comum, e pode ser feito pelo mesmo programa do IR 2019. A diferença é que no campo "Identificação do Contribuinte" deve ser informado que a declaração é retificadora.

No entanto, a declaração retificadora precisa estar no mesmo modelo da declaração original (completa ou simplificada), o que pode impactar no cálculo do imposto a pagar ou da restituição.

Diferente do que alguns podem pensar, enviar uma declaração retificadora não significa que o contribuinte irá automaticamente para a malha fina.

O prazo para fazer a retificação é de cinco anos, mas é importante que o contribuinte faça isso o quanto antes, para não correr o risco de cair na malha fina. Não há cobrança para fazer isso.

Uma novidade neste ano é que os contribuintes podem verificar no site do e-CAC, no dia seguinte ao envio da declaração, se estão com alguma divergência.

Quando o titular da declaração possuir pendências ou débitos, serão impressos no recibo da declaração os seguintes avisos:

 

  • "Constavam débitos em aberto no âmbito da Secretaria da Receita Federal do Brasil ou da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional"
  • "Foi identificada a existência de pendência em declarações de exercícios anteriores"

 

As restituições começarão a ser pagas em junho e seguem até dezembro para os contribuintes cujas declarações não caíram na malha fina.

 

Quem deve declarar?

 

 

  • Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado.
  • Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;
  • Quem obteve, em qualquer mês de 2018, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Quem teve, em 2018, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
  • Quem tinha, até 31 de dezembro de 2018, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
  • Quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês do ano passado e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro de 2018;
  • Quem optou pela isenção do imposto incidente em valor obtido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda;
  • Quem optar pelo declaração simplificada abre mão de todas as deduções admitidas na legislação tributária, como aquelas por gastos com educação e saúde, mas tem direito a uma dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitada a R$ 16.754,34, mesmo valor do ano passado.

 

 

Programa

 

Para acertar as contas com o leão, o contribuinte deve fazer o download do programa gerador do Imposto de Renda 2019. Do computador, o contribuinte pode baixar os programas do Windows, Multiplataforma (zip) e Outros (Mac, Linux, Solaris).

Também pode declarar por meio de "tablets" ou "smartphones". Nesse caso, deve buscar os aplicativos nas lojas virtuais. A entrega pode ser feita, ainda, na página do próprio Fisco, no formato "online" - com certificado digital.

O contribuinte pode importar dados de 2018 para facilitar a declaração, o que deve ser feito logo no início do preenchimento. No caso de a última declaração ter sido retificada, é preciso substituir pelo número do recibo da última retificadora online.

O Receitanet (programa para o envio da declaração) foi incorporado ao programa do IR 2019, não sendo necessária sua instalação em separado.

O programa para preenchimento da declaração é o mesmo para as duas formas de tributação (utilizando as deduções legais ou o desconto simplificado). No início do preenchimento, são apresentadas orientações sobre as formas de tributação e, ao final, quando for entregar a declaração, o programa apresentará quadro comparativo para que o contribuinte possa escolher a opção mais favorável.

Publicado em Brasil

Para melhorar o tráfego na região e oferecer mais segurança aos munícipes, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), iniciou esta semana com obras de melhoramento, reconstrução e reforma do sistema viário através de pavimentação asfáltica e construção de passeios, em ruas na localidade de Jauá.

Na Rua Candeias, na Vila dos Artistas, a obra tem 588 metros de extensão e 705,60 metros quadrados de passeios. Na Rua do Campo, também na Vila dos Artistas, o trabalho segue por 173 metros de extensão e 207,60 metros quadrados de passeios.

Já a Rua das Flores, no Alto da Bela Vista, onde as obras foram iniciadas no início do mês de abril, com os serviços de terraplanagem, estrutura de pavimento e nivelamento de solo, recebe nesta segunda-feira (29/04) massa asfáltica em 210 metros e mais 504 metros quadrados de construção de passeio.

São dezenas de ruas sendo beneficiadas com o trabalho de melhorias na mobilidade viária, além de diminuir possíveis prejuízos causados por alagamentos.

Publicado em Camaçari

O juiz César Augusto Borges de Andrade, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Camaçari, homologou nesta segunda-feira (29/04) a sentença do acordo de reposição salarial firmado entre a Prefeitura e o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Camaçari (Sindsec). O documento declara extinta a ação ordinária coletiva movida pelo Sindsec contra a Prefeitura, que garantiu uma reposição salarial de 14,42 %, em quatro parcelas ao funcionalismo (entre servidores da ativa e aposentados). Duas a serem pagas esse ano e duas em 2020.

O impacto na folha de pessoal do município será de R$ 33, 3 milhões até o próximo ano. Em contrapartida, os servidores aceitaram abrir mão do retroativo, que implicaria num desembolso de R$ 78 milhões pela Prefeitura. O acordo afasta também eventuais ameaças de paralisação de parte dos servidores, o que não trará prejuízos à prestação de serviços para a população.

O prefeito Elinaldo Araújo declarou que superado o impasse com o funcionalismo e a questão do Centro Comercial de Camaçari, cujo acordo com o Ministério Público também acabou com a tensão devido ao risco que existia de fechamento da feira, vai se empenhar mais ainda para melhorar a qualidade de vida do camaçariense. “Não digo que estamos com todos os problemas superados, mas a partir de agora a gestão poderá dedicar total atenção ao Programa de Integração e Desenvolvimento Urbano, Social e Ambiental, a ser financiado pelo empréstimo obtido junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina. As intervenções na infraestrutura vão transformar pra melhor nosso município e terão implicação, inclusive, na questão do desemprego, já que canteiro de obra significa trabalho para a mão de obra local”.

Publicado em Camaçari

A Petrobras anunciou que vai colocar à venda até 60% da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), localizada em São Francisco do Conde, na região metropolitana de Salvador. 

A empresa não falou de preço e nem como será o formato da venda -- se será por meio de licitação ou pregão. Isso tudo deve ser definido nas próximas três semanas.

De acordo com o projeto anunciado nesta quarta, a Petrobras vai ficar com 40% de participação e as empresas parceiras com o restante. O processo de venda será supervisionado pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

A refinaria, segundo maior do Brasil, é responsável por 99% do refino de petróleo da Bahia. O local produz, diariamente, 31 produtos diferentes.

Nos últimos cinco anos, no entanto, a refinaria teve 30% da sua produção reduzida e mais de 7 mil demissões, segundo o Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro-BA).

 

Venda de controle

Além da Refinaria Landulfo Alves, a Petrobras anunciou que avalia reduzir a sua participação no mercado de refino de petróleo, mediante parcerias e venda do controle de outras 3 refinarias dos blocos regionais do Nordeste e Sul do Brasil, mantendo a operação da estatal no Sudeste, onde está a maioria das unidades de refino da companhia.

As parcerias incluiriam venda de participação também nas refinarias Abreu e Lima, no Nordeste, e Alberto Pasqualini e Presidente Getúlio Vargas, no Sul, além de 12 terminais associados.

Pela proposta preliminar, a Petrobras ficaria com 40% de participação em ambos os blocos regionais (Sul e Nordeste), ao passo que empresas parceiras deteriam participação de 60% em cada um deles.

A petroleira afirmou ainda que, nesse modelo, seu parceiro controlaria a operação, enquanto a petroleira seguiria com participação de 75% do mercado brasileiro, uma vez que suas outras 9 refinarias e 36 terminais, boa parte no Sudeste, ficariam totalmente sob seu controle.

Segundo a Petrobras, a proposta para a área de refino está alinhada com a sua política de desinvestimentos, em curso com o objetivo de reduzir o endividamento da empresa. Além disso, justifica que a parceria em refino é necessária diante da crescente demanda interna pelo consumo de derivados de petróleo, o que demandaria altos investimentos.

Para debater a proposta, a Petrobras realizou nesta quinta, no Rio de Janeiro, um seminário com a participação do Ministério de Minas e Energia (MME), Agência Nacional do Petróleo (ANP) e do Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (IBP).

A refinaria de Pasadena, no Texas, já foi colocada à venda. A meta no plano de negócios da Petrobras é conseguir vender US$ 21 bilhões em ativos no biênio de 2017 e 2018.

Publicado em Bahia
A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira operação para cumprir  sete mandados de busca e apreensão envolvendo dirigentes do PSL em Minas. Os mandados estão sendo cumpridos em Belo Horizonte, Contagem, Coronel  Fabriciano e Ipatinga.
 
A PF investiga suspeita de irregularidades na aplicação de recursos referentes a campanhas eleitorais femininas do PSL no estado. Houve a apreensão de documentos relativos a produção de material gráfico de campanhas eleitorais.
Publicado em Política

Símbolo de maturidade, status e autonomia desde que chegou ao Brasil, em 1891, o automóvel vem perdendo espaço entre os mais jovens. Identificada pelos governos, setor automotivo e por autoescolas, o crescente desinteresse dos jovens tem diversas causas. Entre os principais motivos apontados, estão a crise econômica, os inconvenientes do trânsito, os custos para manter um veículo próprio e a popularização de aplicativos móveis.

“Muitos jovens não consideram mais a CNH [Carteira Nacional de Habilitação] uma prioridade”, disse à Agência Brasil o presidente da Federação Nacional das Autoescolas e Centro de Formação de Condutores (Feneauto), Wagner Prado. Também presidente do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Mato Grosso do Sul, Prado afirma que o fenômeno se intensificou a partir de 2015, com o agravamento da crise econômica e o acesso aos serviços de aplicativos de transporte pago ou compartilhado.
 
“Muitos jovens estão adiando o momento de tirar a habilitação. As famílias têm optado por investir em outras coisas, como em cursos universitários para estes jovens. Com isso, muitos acabam desistindo de tirar suas carteiras”, comentou Prado.
 
“Antes, tudo que um garoto queria era completar 18 anos para poder dirigir o próprio carro. Hoje, eles veem os custos com IPVA, manutenção, seguro; o trânsito nas cidades; tem mais consciência sobre os riscos de acidentes. Somando a isso, aspectos como a Lei Seca, muitos acabam optando por outras formas de se deslocar, como os aplicativos de compartilhamento”, explicou o presidente da Feneauto.
 
Moradora do Distrito Federal, a universitária Aghata Ingridi de Sousa Sampaio, 22 anos, é um exemplo dos que dizem não ter interesse em tirar a primeira habilitação. “Quando eu estava prestes a completar 18 anos, meu pai se ofereceu para me pagar a autoescola. Só que eu me mudei para Foz do Iguaçu [PR] para fazer faculdade. Como eu morava perto do campus, ia às aulas de bicicleta. Além disso, a cidade não é tão grande e o transporte público lá funciona relativamente bem. Então, quando eu precisava, apanhava um ônibus”, contou Aghata.
 
De volta à capital federal, onde está concluindo o curso de geografia, a jovem continua preferindo se deslocar de carona ou de ônibus entre sua casa, em Planaltina, e o campus da Universidade de Brasília (UnB). Um percurso de cerca de 60 quilômetros que, considerando ida e volta, consome, em média, duas horas e meia de seu dia.
 
“Não quero ter carro para não expor outras pessoas a riscos, me expor a engarrafamentos, ter que pagar todas as despesas. Também acho que é uma questão de consciência. Depender do transporte público pode ser cansativo, mas acho mais cômodo andar de ônibus que dirigir no trânsito de Brasília. Principalmente quando você consegue um assento para viajar sentado em um ônibus que não esteja completamente lotado – o que depende muito dos horários”, comentou a estudante.
 
Para a jovem, a falta de qualidade do transporte público motiva as pessoas a recorrer ao carro ou à moto particular como uma solução cômoda. “Só que dirigir no nosso trânsito é muito estressante. E quanto mais a pessoa utiliza o transporte público, mais ela vai cobrar do Poder Público um serviço de transporte coletivo de qualidade e melhorias na mobilidade urbana”, disse.
 
Mudança gradual
 
De acordo com o presidente da Feneauto, exemplos como o de Aghata são cada vez mais comuns. “Isso ajuda a diminuir ainda mais a procura por aulas, derrubando a margem de faturamento e forçando muitas autoescolas a reduzirem o número de funcionários e a frota de veículos”, disse Prado, ele mesmo dono de um centro de formação de condutores. Por esse e outros motivos, as autoescolas vivem um momento de incertezas”, admite Prado.
 
No Distrito Federal, onde a universitária voltou a residir, a emissão total de CNHs (incluindo novas, renovação, mudança de categoria e segunda via) vem caindo ano a ano desde 2015, quando foram emitidas 554.554 carteiras. Em 2016, foram 386.422; em 2017, 392.147 e, no ano passado, 333.952 CNHs. A diminuição atinge todos os grupos etários, mas sobressai entre os condutores de 18 e 24 anos. Em 2015, foram emitidas 26.537 primeiras habilitações para essa faixa etária. Em 2018, o número caiu para 14.581, retração de 45%.
 
“Temos recomendado cautela ao setor. Há cinco, seis anos, muitos não previam a popularização dos aplicativos. Hoje, veículos que não precisam de condutores estão sendo testados. Daqui a poucos anos, portanto, teremos novas surpresas e eu acredito que tendemos a perder ainda mais clientes entre esta faixa mais jovem do público”, complementou Prado.
 
Revisão
 
Em nota, a Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Economia, do Ministério da Economia, informou que “vê como uma tendência para os próximos cinco anos a diminuição do interesse pela propriedade de automóveis e o aumento da procura por compartilhamento de veículos e uso de soluções alternativas, como bicicletas e patinetes”. E que, ao fim deste prazo, o assunto pode ser tema da primeira revisão do Programa Rota 2030 – Mobilidade e Logística, a política industrial para o setor automotivo que entrou em vigor em dezembro do ano passado, com previsão de vigorar até 2030.
 
“A mudança do padrão de consumo de motoristas mais jovens não consta diretamente no texto do primeiro ciclo da política Programa Rota 2030”, acrescentou a secretaria. O órgão explicou que, pelos próximos cinco anos, os consumidores mais jovens “ainda deverão ter participação significativa no mercado dos veículos tradicionais”. A pasta também lembrou que o Rota 2030 contempla incentivos a novas tecnologias de propulsão e soluções estratégicas para a mobilidade e logística em consonância com “novos modelos de negócio”.
 
Pesquisa
 
Uma recente pesquisa analisou a relação das diferentes gerações com a mobilidade. Apresentado pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) em novembro de 2018, o estudo contempla os resultados das entrevistas com 1.789 pessoas de 11 capitais: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Na ocasião da divulgação, o então presidente da Anfavea, Antonio Megale, classificou os resultados como “surpreendentes”.
 
Apenas 39% dos entrevistados entre 26 e 35 anos possuíam carro. O percentual entre os jovens de até 25 anos era ainda menor: 23%. Entre os do primeiro grupo, 31% responderam não desejar comprar um carro nos próximos cinco anos. Percentual idêntico ao dos entrevistados com 36 a 55 anos de idade. Já entre os mais jovens (até 25 anos), 30% não tinham interesse em adquirir um veículo automotivo.
 
Somente 35% da geração mais nova têm habilitação para dirigir, e 8% dos que não têm CNH disseram que não pretendiam tirar o documento. O que pode ser explicado pelo fato de que saber dirigir sempre foi visto como uma habilidade capaz de ampliar as chances de conseguir um emprego.
 
Na época, o presidente da Anfavea interpretou que os dados sugerem que, mesmo entre os mais jovens, o desejo de ter um veículo e a CNH se mantém, mas que, de fato, algumas mudanças começaram a ocorrer entre os indivíduos da chamada Geração Y (de 26 a 35 anos) e se potencializaram entre os da Geração Z (até 25 anos). Os dois grupos são os mais propensos a usar outros tipos de transporte, como a bicicleta e os veículos compartilhados por aplicativos (que 34% de todos os entrevistados acreditam representar o futuro do carro). Por outro lado, são estes dois grupos os mais críticos aos ônibus – o que, para a Anfavea, pode demonstrar a necessidade de modernização do modal.
Publicado em Brasil

O grupo FCA Fiat Chrysler foi o que mais vendeu automóveis e comerciais leves com nota fiscal diretamente da fábrica no primeiro trimestre. Dos 28,6 mil modelos vendidos pela Jeep, marca premium do grupo, 68% foram de forma direta. O Renegade, por exemplo, teve 4,3 mil unidades vendidas no varejo e 11,4 mil a clientes corporativos, segundo dados da Fenabrave.

Na Fiat, 57,6% dos 78.821 modelos comercializados de janeiro a maio foram pelo canal direto. O campeão da marca na modalidade foi a Strada, com 15,6 mil unidades. Apenas 1 mil picapes foram adquiridas por consumidores pessoa física. A FCA não comentou o assunto.

No caso das picapes, consumidores relatam que tanto os modelos de cabine simples da Fiat, da General Motors e da Volkswagen (Strada, Montana e Saveiro, respectivamente) não estão disponíveis para pronta entrega nas concessionárias e a espera para quem quiser encomendar é em torno de três meses. Se for pessoa jurídica, a entrega é rápida. As empresas alegam que, por serem modelos "de trabalho", mais procurados por trabalhadores rurais e pequenos empresários, a oferta para o consumidor comum é restrita. 

Do total de 51,3 mil carros vendidos pela Renault, 48,4% foram de forma direta, com o sedã Logan à frente (5,8 mil unidades ante 690 no varejo). A Renault informou que vem mantendo participação estável nas vendas diretas.

Estratégia

Na sequência estão Volkswagen e General Motors, com aproximadamente 46% de suas vendas feitas diretamente à locadoras, frotistas e ao grupo que têm isenção de impostos. A GM vendeu 106,4 mil unidades de janeiro a março e a Volkswagen, 83 mil.

O compacto Gol teve 10,7 mil unidades vendidas pela forma direta e 5,4 mil no varejo. Já o Onix, da GM, campeão nas duas modalidades, teve 22,7 mil unidades vendidas de forma direta e 32,7 mil no varejo.

O presidente da Volkswagen, Pablo Di Si, reconhece que a venda para clientes pessoa física está praticamente estagnada. Em sua opinião, isso é menos um indicativo de demanda fraca e mais um reflexo da estratégia das empresas, que estão concentrando ações em clientes corporativos.

No caso da Volkswagen, os aumentos mais significativos ocorrem nas vendas para taxistas (20% no primeiro trimestre) e para pessoas com deficiência, com alta de 130%, negócio reforçado após o lançamento do Gol com câmbio automático.

Publicado em Brasil

Instituições financeiras reduziram pela nova vez seguida a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano.

A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – agora caiu de 1,71% para 1,70% este ano. Há quatro semanas, a estimativa estava em 1,98%.

Para 2020, a projeção foi mantida em 2,50%, após cinco reduções consecutivas. As estimativas de crescimento do PIB para 2021 e 2022 permanecem em 2,50%.

Os números constam do boletim Focus, publicação semanal elaborada com base em estudos de instituições financeiras sobre os principais indicadores econômicos. O boletim é divulgado às segundas-feiras, pelo Banco Central (BC),em Brasília.

Inflação

A estimativa de inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi mantida em 4,01% este ano. Para 2020, a previsão segue em 4%. Para 2021 e 2022, também não houve alteração: 3,75%.

A meta de inflação deste ano, definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é 4,25% com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

A estimativa para 2020 está no centro da meta: 4%. Essa meta tem intervalo de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2021, o centro da meta é 3,75%, também com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual. O CMN ainda não definiu a meta de inflação para 2022.

Taxa Selic

Para controlar a inflação, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic. Para o mercado financeiro, a Selic deve permanecer no seu mínimo histórico de 6,5% ao ano até o fim de 2019.

Para o fim de 2020, a projeção segue em 7,50% ao ano. Para o fim de 2020 e 2021, a expectativa permanece em 8% ao ano.

A Selic, que serve de referência para os demais juros da economia, é a taxa média cobrada nas negociações com títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, registradas diariamente no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic).

A manutenção da Selic este ano, como prevê o mercado financeiro, indica que o Copom considera as alterações anteriores nos juros básicos suficientes para chegar à meta de inflação.

Ao reduzir os juros básicos, a tendência é diminuir os custos do crédito e incentivar a produção e o consumo.

Para cortar a Selic, a autoridade monetária precisa estar segura de que os preços estão sob controle e não correm risco de ficar acima da meta de inflação.

Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Dólar

A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar segue R$ 3,75 no fim de 2019 e foi ajustada de R$ 3,80 para R$ 3,79 no fim de 2020.

 

Informações da Agencia Brasil

Publicado em Brasil
Pagina 1 de 22

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos