Items filtered by date: March 2019

No primeiro dia da visita oficial a Israel, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou neste domingo (31) a abertura de um escritório comercial do governo brasileiro em Jerusalém. 

A abertura do escritório é uma saída diplomática para o embaraço gerado com países árabes após o presidente ter prometido transferir a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém, a exemplo do que fez Donald Trump.

Published in Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse hoje (30), em mensagem publicada no Twitter, que o Ministério da Economia estuda reduzir impostos de empresas para gerar empregos, competitividade interna e no exterior e a redução no preço de produtos.

Segundo o presidente, a pasta pretende trocar a redução de tributos pela cobrança do Imposto de Renda sobre os dividendos, parcelas do lucro distribuída aos sócios das empresas que pagam o benefício. 

Bolsonaro lembrou que a redução de impostos também foi feita pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“A ideia seria a troca da cobrança de Imposto de Renda sobre os dividendos. Atualmente, as empresas do Brasil que lucram mais de R$ 20 mil por mês pagam 25% de Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e 9% Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), totalizando 34%.”, disse.

De acordo com o presidente, a cobrança do Imposto de Renda sobre os dividendos também ocorre em outros países.

“Em compensação, desde 1995, o Brasil não cobra Imposto de Renda sobre dividendos (parcela do lucro distribuída aos acionistas de uma empresa), na contramão da prática internacional”, completou.

O presidente Jair Bolsonaro embarca hoje, às 13h, para uma visita oficial de três dias a Israel, onde pode assinar até quatro acordos de cooperação com o governo israelense, em áreas como defesa, serviços aéreos, saúde e ciência e tecnologia.

Published in Brasil

O presidente Jair Bolsonaro pretende enviar estudantes brasileiros para Israel para estudar técnicas de irrigação e serem capacitados em áreas tecnológicas nas quais o país possui expertise. A declaração está em vídeo divulgado neste sábado (30) pelo Twitter. Bolsonaro embarcou há pouco para Israel, onde fará uma visita oficial de três dias. A chegada em Tel Aviv, capital do país, será na manhã deste domingo (31).

Ténicas de irrigação e de aquicultura no deserto desenvolvidas por Israel, estarão, segundo o presidente, na pauta da visita. "Lá, a preciptação pluviométrica é menor do que no semiárido nordestino. Então, tem que dar certo do lado de cá." 

O Brasil pretende enviar estudantes para serem capacitados. "Como ocorreu nos anos 70, quando nós mandávamos a garotada para estudar agronomia em outros países, agora pretedemos mandar a garotada estudar em Israel essas novas técnicas e tecnologias para o nosso bem, para que possamos implementar essas outras áreas de pesquisa no Brasil". De acordo com o presidente, "já está acertado com o governo de Israel". 

Bolsonaro também enfatizou a importância da ciência: "País que não tem ciência e tecnologia está condenado a ser escravo de quem as têm", afirmou. Ressaltou também a importância de se manter os pesquisadores brasileiros no Brasil. "Temos que fazer com que esses cérebros fiquem aqui e tenham meios para desenvolver as suas pesquisas, que comecem a retirar da prancheta essas descobertas para o bem do nosso povo e para o bem do mundo". 

As declarações foram feitas no último dia 27, em evento que reuniu pesquisadores da Universidade Mackenzie e com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes.

Bolsonaro chegará em Tel Aviv, capital de Israel, na manhã deste domingo (31). O tempo total de voo até Israel é de aproximadamente 20 horas. Uma escala será realizada em Las Palmas, ilha espanhola, próxima ao norte da África, para reabastecimento da aeronave.

Published in Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste domingo (31) em Israel que enxerga o país como um exemplo a ser seguido pelo Brasil. Após ser recebido no aeroporto de Tel Aviv pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, ele disse que sempre admirou os israelenses e, após uma visita feita ao país há dois anos, passou a repetir um "ensinamento".

"Eu falava muitas vezes: sabemos que Israel não é tão rico como o Brasil em recursos naturais, entre outras coisas. Mas dizia: olha o que eles não têm e vejam o que eles são. E falava para os meus irmãos brasileiros: olha o que nós temos e vejam o que não somos".

Para o presidente, para "sermos igual a eles" é preciso ter a mesma fé. Ele citou uma passagem bíblica, "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" (João 8:32), para falar sobre os desafios a serem vencidos no Brasil.

"Dois milagres aconteceram comigo. Um é estar vivo", disse, para logo em seguida elogiar o atendimento recebido no Hospital Israelita Albert Einstein após ser esfaqueado durante a campanha eleitoral. Em seguida, falou sobre ter sido eleito presidente da República em um clima hostil.

Bolsonaro disse, durante o discurso, que tinha algo que os outros candidatos não possuíam. "Eu tinha o povo ao meu lado". Dirigindo-se a Netanyahu, reafirmou que o seu governo está decidido a fortalecer a parceria entre os dois países.

"A amizade entre nossos povos é histórica. Tivemos um pequeno momento de afastamento, mas Deus sabe o que faz. Voltamos".

Para Bolsonaro, com sua posse foi retomado o tratamento equilibrado do Brasil às questões do Oriente Médio. Ele citou o ministro Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, para exaltar o entusiasmo com as possibilidades de acordos e parcerias entre as partes.

Chamou Netanyahu de amigo e em seguida defendeu a aproximação entre os povos dos dois países.
Segundo Bolsonaro, os brasileiros e os israelenses compartilham valores, tradições culturais e o apreço à democracia.

O presidente agradeceu a presença do primeiro-ministro israelense em sua cerimônia de posse, em janeiro. "Foi a primeira visita de um chefe israelense de governo ao meu país", ressaltou.

Agradeceu também à solidariedade israelense após o rompimento da barragem da empresa Vale em Brumadinho (MG), quando militares de Israel ajudaram nas buscas pelos desaparecidos. "Esse gesto jamais será esquecido".

A chegada do presidente e o discurso foram transmitidos nas redes sociais pelo Gabinete de Imprensa do Governo de Israel. Antes dos discursos, ao lado de Netanyahu e da primeira-dama Sara Netanyahu, Bolsonaro ouviu os hinos brasileiro e israelense com expressão compenetrada e a mão direita no peito.

Ainda neste domingo, o presidente visita Jerusalém, onde terá reunião ampliada com o primeiro ministro israelense. Ele também participará da assinatura de acordos de cooperação e de um jantar. Os acordos de cooperação que podem ser assinados com o governo israelense englobam áreas como defesa, serviços aéreos, saúde e ciência e tecnologia.

Published in Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou, neste domingo (31), que cancelou a instalação de oito mil novos radares nas rodovias federais do país. O anúncio foi feito em texto publicado nas páginas do presidente nas redes sociais.

No texto, o chefe do Palácio do Planalto conta que soube da existência dos pedidos prontos por meio do Ministério da Infraestrutura  "Sabemos que a grande maioria destes tem o único intuito de retomo financeiro ao estado", afirmou.

"Ao renovar as concessões de trechos rodoviários, revisaremos todos os contratos de radares verificando a real necessidade de sua existência para que não sobrem dúvidas do enriquecimento de poucos em detrimento da paz do motorista", disse Bolsonaro.

Published in Brasil

Parlamentares cotados para substituir Ricardo Vélez no comando Ministério da Educação receberam recados de que o presidente não quer político na pasta. 

De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, a expectativa é de que as mudanças que serão tocadas pelo tentente-brigadeiro Ricardo Machado Vieira, secretário-executivo da pasta, levem ao menos um mês para serem implementadas. Enquanto isso, Vélez ficará no comando do ministério.

Published in Brasil

Nessa sexta-feira (29/3), o Brasil envia dois aviões com ajuda humanitária para Moçambique que foi devastado por um ciclone há 15 dias. Os aviões levam equipes de resgate e salvamento.

A deputada Joice Hasselmann informou na conta dela no Twitter que os bombeiros são os mesmos que atuaram em Brumadinho e membros da Força Nacional.

Joice disse que o Brasil enviará equipamentos e kits de medicamentos a Moçambique.

Published in Brasil

Projeto apresentado no início de fevereiro, na Câmara, pela deputada Renata Abreu (PODE-SP), propõe alterar a lei para autorizar o uso de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) em ações envolvendo prevenção e combate à violência doméstica e familiar.

Conforme o texto, o número de atos de violência contra a mulher tem alcançado proporções alarmantes.

A proposta inclui os programas de combate e prevenção de violência contra a mulher como modalidade de projeto apoiado pelo FNSP.

O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Comissão de Seguridade Social e Família; Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; Comissão de Finanças e Tributação; e Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Published in Brasil

Projeto concede benefícios tributários às empresas que contratarem mães de crianças de até 14 anos de idade. A proposta foi apresentada mês passado pelo deputado Vander Loubet (PT-MS), na Câmara.

Segundo Vander o projeto tem como objetivo incentivar as empresas a contratar mulheres com filhos pequenos, diminuindo assim a taxa de desemprego e a desigualdade de gênero.

Art. 2º Ficam reduzidas em 50% (cinquenta por cento) as contribuições previstas nos incisos I e III do caput do art. 22 da Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991, incidentes sobre a remuneração de trabalhadoras do sexo feminino que sejam mães de crianças de até 14 (catorze) anos de idade.“, consta no texto.

O projeto será analisado, conclusivamente, pelas comissões de Defesa dos Direitos da Mulher; de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Published in Brasil

Nesta sexta-feira (29/3), a Comissão Externa de Brumadinho está em Oriximiná, no Pará, para averiguar a situação das barragens de Água Fria e A1. As visitas foram solicitadas pelo deputado Júnior Ferrari (PSD-PA). Segundo ele, o Pará é o segundo estado com maior número de barragens.

A pedido do deputado, a comissão visitará a barragem da Hydro Alunorte, em Barcarena, no mesmo estado.

No ano passado, uma comissão externa criada na Câmara acompanhou as investigações sobre o vazamento de rejeitos minerais na cidade de Barcarena, ocorrido em fevereiro. O parecer do colegiado apontou uma sucessão de falhas e possíveis crimes, além de recomendar a continuidade das investigações nos âmbitos civil e criminal.

Published in Brasil
Page 1 of 23

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos