Itens filtrados por data: Quinta, 21 Fevereiro 2019

A Polícia Federal arrombou o portão da casa do senador Ciro Nogueira (PP-PI), em Teresina, na manhã desta sexta-feira (22). Ele é investigado por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A investigação teve como origem os depoimentos prestados por colaboradores que afirmaram terem repassado cerca de R$ 43 milhões ao Progressistas (PP), em pagamentos em espécie e doações oficiais, por intermédio do citado senador, em troca de apoio político do partido na campanha eleitoral para a eleição presidencial de 2014.

Publicado em Brasil

Mais de 50% das prefeituras baianas são consideradas incapazes de honrar dívidas pelo Tesouro Nacional e estão proibidas de receber garantias da União para a contratação de empréstimos. De acordo com levantamento da coluna Satélite, do jornal Correio, 215 municípios receberam classificação C na tabela sobre Capacidade de Pagamento.

Ainda segundo o levantamento, apenas 58 têm notas A ou B. Outros 144 não têm notas porque não atualizaram informações junto ao Tesouro. Dos 20 maiores municípios, 11 são considerados maus pagadores, incluindo Vitória da Conquista, Itabuna, Juazeiro, Simões Filho, Valença, Porto Seguro, Eunápolis e Candeias.

Publicado em Brasil

O vereador licenciado e deputado estadual Tiago Correria (PSDB), indagado pelo BNews sobre a situação da convocação do secretário de Trabalho, Esporte e Lazer, Alberto Pimentel, disse ter visto com naturalidade a convocação à Câmara de Salvador, conforme informado pelo vereador Edvaldo Brito, para 13 de março. “A atitude da Câmara é correta. Se há uma situação de crise, tem que se buscar investigar e dialogar. A Câmara vai convocar agora e convocará quantas vezes for preciso mais”, disse.

Para o edil, a situação de Pimentel se dá por sua inexperiência política. Ele é acusado de tentar nomear um policial militar acusado de agressão contra ex-mulher e que já estaria despachando na secretaria sem antes ter sido cedido pela Polícia Militar. “Acho que faltou em Pimentel o traquejo político. Ele ainda é inexperiente politicamente”.

Em relação a escolha do prefeito ACM Neto por uma pessoa inexperiente, o vereador ponderou. “O prefeito ACM Neto tem revelado talentos dando oportunidade a pessoas da iniciativa privada e, muitas vezes, tem acertado, como por exemplo Guilherme bellintani e Marcus Passos, que foram secretários bem avaliados. Mas, como em toda aposta, não se consegue acertar sempre”.

E completou ao destacar o trabalho do presidente da Casa, Geraldo Júnior, que tem buscar dar protagonismo ao trabalho do Legislativo.

Publicado em Brasil

O movimento no governo Jair Bolsonaro para colocar o democrata Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, como um interlocutor do Palácio do Planalto no Congresso Nacional causou reação entre partidos do Centrão e até da oposição. Os dois grupos ajudaram a reeleger Maia para o comando do Legislativo.

“Maia foi eleito presidente de todos os deputados, não presidente da Câmara a serviço do da República”, diz André Figueiredo, líder do PDT, conforme publicação da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo nesta sexta-feira (22).

Em outros partidos, o temor é que o Democratas, comandado nacionalmente pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, use o prestígio conquistado junto ao governo federal para atrair parlamentares das fileiras de agremiações menores. No entanto, Neto diz, segundo o diário paulista, que temor é infundado: “Não temos nenhum fetiche em exercer essa função, queremos é ajudar o Brasil. Afirmo: não indico nem porteiro no governo”.

Publicado em Brasil

O Brasil manterá o planejamento de ajuda humanitária à Venezuela, mesmo após o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciar o fechamento da fronteira. A estimativa é fazer chegar à região fronteiriça alimentos e remédios no sábado (23). O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, afastou ainda a possibilidade de confronto na fronteira com os militares venezuelanos comandados por Maduro.

“O intuito do Estado brasileiro é de acolher os irmãos venezuelanos por meio de operações humanitárias. O governo brasileiro não identifica, neste momento, possibilidades de fricção na região porque o ponto focal é ajuda humanitária”. O sábado para a entrega de ajuda humanitária foi escolhido porque, neste dia 23, Juan Guaidó celebra um mês que se autoproclamou “presidente encarregado” ou presidente interino.

“O planejamento da parte do governo brasileiro permanece o mesmo, estando em condições, a partir do dia 23, sábado, para prover os irmãos venezuelanos dentro do território venezuelano se houver a disponibilidade de meios e motoristas por parte dos venezuelanos liderados pelo Guaidó”, disse Rêgo Barros.

Segundo o porta-voz, a disposição do Brasil aguarda a chegada dos caminhões vindos da Venezuela, conduzidos por venezuelanos, mesmo que isso demore mais que o previsto. O carregamento brasileiro inclui 22 toneladas de leite em pó e 500 kits de primeiros socorros.

Rêgo Barros disse que não há risco dos alimentos e remédios estragarem em depósitos de Boa Vista, em Roraima, à espera da abertura da fronteira. “O tempo dos medicamentos e alimentos que estamos levando tem um prazo de validade bastante alongado. Dois, três meses [estocados] não nos preocupa.”

Pressão

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, reiterou que o governo brasileiro não tem planos de intervenção na Venezuela. “O governo brasileiro sempre deixou claro que a nossa ação sempre será no sentido da não intervenção interna. Apenas manteremos a pressão interna e as palavras junto com os demais países que estão cooperando no esforço para que a Venezuela retome um caminho de democracia”, avisou.

Acompanhado pelo chanceler Ernesto Araújo, o vice-presidente irá para a Colômbia na próxima segunda-feira (25), para discutir a situação com o Grupo de Lima, formado pelo Brasil e mais 13 países da América Latina. “O Grupo de Lima mantém a pressão política. A política, por meio de ação diplomática, para levar o atual governante da Venezuela, o Maduro, a compreender que é necessária uma saída para o país”, afirmou.

Publicado em Brasil
O escândalo do "laranjal eleitoral" também atingiu o estado de São Paulo. Uma investigação dos ministérios públicos estadual e federal identificou ao menos 60 casos suspeitos de candidatas suspeitas na eleição de 2018. Essas candidatas foram inscritas apenas com o objetivo de atingir a cota de 30% de candidaturas femininas e, assim, garantir o fundo eleitoral.
 
Em 2017, após a proibição de doações de pessoas jurídicas para campanhas eleitorais, o Congresso aprovou a Lei nº 13.487/2017, criando o Fundo Especial de Financiamento de Campanha, mais conhecido como Fundo Eleitoral, que distribuiu $1,7 bilhão entre os partidos políticos nas eleições de 2018. Uma das obrigações no uso dessa verba, determinada pela Resolução nº 23.568/2018 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é a aplicação mínima de 30% do total no custeio da campanha eleitoral das candidatas do partido ou da coligação.
Publicado em Brasil

O secretário municipal de Trabalho, Esporte e Lazer, Alberto Pimentel, amenizou o discurso e prometeu unir forças com o Legislativo. Nesta semana, ele foi convocado pelos vereadores para se explicar sobre a nomeação de um policial militar acusado de suposta agressão contra uma ex-namorada. 

"Através do diálogo, uniremos forças com o Legislativo para manter a excelência da atual gestão municipal. Tenho consciência de que política se faz com diálogo, sem construir inimizades, ouvindo o contraditório e buscando sempre o consenso", postou Pimentel em uma rede social. 

Após a convocação, Pimentel chegou a dizer que adversários tentam fabricar uma crise para desestabilizá-lo. "Será uma oportunidade para demonstrar que essa é, na verdade, uma tentativa de fabricar uma crise a partir de informações que não são corretas", disse sobre sua ida à Câmara. 

Publicado em Brasil

Autoridades do meio político baiano receberão o Prêmio Destaque 2018 Personalidade Baiana em cerimônia que acontece nesta sexta-feira (22) no Centro de Cultura da Câmara Municipal (CMS), às 18h.

A homenagem será concedida pela Emissora Brasil em parceria com a Rede Unigat de Educação e com apoio da CMS.

Entre os agraciados estão o subsecretário de Trabalho, Esporte e Lazer de Salvador, Adriano Gallo; o vereador Maurício Trindade; o secretário da Fazenda de Salvador, Paulo Souto; e o secretário de Cultura e Turismo da capital, Claudio Tinoco.

Publicado em Brasil

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos