Itens filtrados por data: Terça, 05 Novembro 2019

Um casal foi preso ao tentar subornar policiais durante abordagem, na BR 101, município de Itagimirim, a 492 km de distância de Salvador, na terça-feira (5).

De acordo com policiais, a dupla foi identificada como Flávio Ramos Lima, 37 anos e Géssica Crystina Avenia da Silva, 30. Após denúncias de vítimas de golpes, os policiais rastrearam os acusados e conseguiram alcançá-los seguindo o carro que o casal conduzia sentido São Paulo, onde residem.

Conforme o site Radar 64, durante revista na parte interna ao veículo que Flávio e Géssica estavam guiando, os agentes encontraram cartões de banco, celulares e o valor de R$ 7 mil. 

Os dois suspeitos ofereceram a quantia que estava no carro aos agentes para serem liberados, mas foram autuados por estelionato e tentativa de corrupção. Flávio tem passagem pela polícia por roubo e tráfico de drogas.

Golpe 

A dupla é suspeita de se passar por funcionários de bancos, e ao oferecer ajuda aos clientes, ambos realizavam transferências e empréstimos utilizando os cartões dos clientes do banco, sem a vítima permitir a transação bancária. Segundo a polícia há indícios que Flávio e Géssica tenham praticado golpes semelhantes em Itapebi, Porto Seguro, Itabela e Cabrália.

FONTE: BNEWS

Publicado em Salvador

A produção de veículos cresceu 16,6% em outubro, com a fabricação de 288,5 mil unidades. Segundo o balanço divulgado hoje (6) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o número representa uma elevação de 9,6% em comparação a outubro de 2018. Nos primeiros dez meses do ano, foram produzidos 2,55 milhões de veículos, um aumento de 3,6% em relação aos 2,46 milhões fabricados de janeiro a outubro do ano passado.

As vendas tiveram alta de 7,9 % em outubro na comparação com setembro deste ano, mas retração de 0,5% na comparação com o mesmo mês de 2018, quando foram comercializados 254,7 mil veículos. Em outubro deste ano, foram vendidos 253,4 mil carros. No acumulado dos dez meses do ano, os emplacamentos de novas unidades totalizaram 2,28 milhões, uma alta de 8,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

As exportações registram queda de 34,7% no acumulado de janeiro a outubro, com a comercialização de 367,5 mil unidades no mercado externo. No mesmo período do ano passado, as vendas para o exterior totalizaram 563 mil veículos. Em outubro a retração ficou em 22,6% em comparação com o mesmo mês do ano passado, com a exportação de 30 mil veículos.

O nível de emprego teve retração de 2,8% em outubro deste ano com relação ao mesmo período do ano passado, com 127,724 mil pessoas trabalhando no setor.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Brasil

Mais quatro navios de bandeira grega, além do Bouboulina, da empresa Delta Tankers, são alvo da investigação que a Marinha do Brasil e a Polícia Federal (PF) realizam para tentar identificar os responsáveis pelo derrame de óleo cru que, desde o fim de agosto, atingiu o litoral dos nove estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

Oficialmente, a Marinha não revela os nomes das cinco embarcações a respeito das quais pediu informações às autoridades marítimas da Grécia, mas, em nota, a Delta Tankers, responsável pelo Boubolina, revelou tratar-se dos navios-tanques Maran Apollo e Maran Libra (da Maran Tankers), Minerva Alexandra (Minerva Marine) e do Cap Pembroke (Euronav), além do Bouboulina.

Na mesma nota, a Delta Tankers informa que recebeu a notificação da Marinha brasileira somente nesta terça-feira (5). A empresa diz ainda que, no documento entregue pelo Ministério de Assuntos Marítimos da Grécia, os cinco navios gregos são tratados como suspeitos de derramamento do óleo que polui praias, mangues e a foz, ou desembocaduras, de rios na costa do Nordeste.

A Delta Tankers nega ter qualquer relação com o óleo encontrado no litoral nordestino e garante que pode comprovar a regularidade de suas operações. A empresa grega afirma que inspecionou os registros gravados por câmeras e sensores existentes no interior do Boubolina e não encontrou nenhum indício de que parte do produto que estava sendo transportado vazou.

“Este material será compartilhado de bom grado com as autoridades brasileiras, caso entrem em contato com a empresa nesta investigação. Até agora, esse contato não foi feito”, afirmou a empresa no comunicado divulgado ontem.

Trinta Suspeitos

A Marinha informou à Agência Brasil que o pedido para notificação dos cinco navios de bandeira grega foi apresentado às autoridades da Grécia no dia 12 de outubro. Segundo a Marinha, as investigações, feitas em conjunto com a Polícia Federal, com o apoio de instituições nacionais e estrangeiras, identificou 30 navios-tanque de várias nacionalidades que navegaram próximo à costa brasileira, na região de onde o óleo pode ter se espalhado. Segundo o Centro de Hidrografia da Marinha, esse ponto inicial fica cerca de 733 quilômetros a leste do estado da Paraíba.

Dos 30 navios-tanques sob investigação, o Bouboulina é apontado como o principal suspeito pelo provável derramamento de óleo. Os investigadores afirmam que, após carregar petróleo bruto na Venezuela, a embarcação grega contornou a costa nordestina brasileira e seguiu viagem rumo a Cingapura e à Malásia, onde teria transferido parte do material para outro navio.

A Delta Tankers confirma que o Bouboulina partiu da Venezuela em 19 de julho, carregado com petróleo, para Melaka, na Malásia, onde descarregou toda a carga embarcada em território venezuelano, “sem qualquer falta”.

Ainda de acordo com a Marinha, os investigadores também avaliaram a hipótese de o óleo ter vazado de um “navio pirata” ou dark ship (embarcação que navega com sistemas de localização desligados), mas imagens de satélite não revelam qualquer movimentação neste sentido.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Brasil

A manhã desta quarta-feira (6/11) foi de muita festa e celebração na Escola Municipal Zumbi dos Palmares, que recebeu uma homenagem e reconhecimento público por parte da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) do Estado pelas contribuições na implementação de uma educação que valoriza a diversidade étnico-racial e religiosa. O momento foi marcado por diversas apresentações dos alunos, que declamaram poemas e entoaram de forma conjunta a música “Canto das três raças”, canção de Clara Nunes.

A unidade foi a primeira na Bahia a receber a placa comemorativa que marca a reverência feita pelo Governo do Estado aos trabalhos desenvolvidos pela escola, que atende as Leis Federais 10.639 e 11.645 que estabelecem a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena dentro das disciplinas que já fazem parte das grades curriculares. A instituição possui o maior Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de Camaçari e está entre os melhores da Bahia.

A homenagem está em consonância com a resolução nº 68/237 de dezembro de 2013, na qual a Organização das Nações Unidas (ONU) institui a Década Internacional de Afrodescendentes, que iniciou em 1º de janeiro de 2015 e vai até 31 de dezembro de 2024.

O prefeito Elinaldo Araújo, durante a cerimônia, ressaltou a importância da participação das famílias na construção de projeto educacional de qualidade. “O que vejo hoje aqui, as mães presentes e acompanhando de perto o dia a dia escolar, me deixa feliz e isso reflete também nesse momento, em que a Escola Zumbi dos Palmares é homenageada. Eu parabenizo a Táta Ricardo e cada um dos que fazem parte da construção desse ensino de qualidade, que passa mais do que conteúdos formais, ensina valores importantes para as nossas crianças, como o respeito ao nosso semelhante e às diferenças”, disse. “Saibam que esse é o melhor presente que vocês podem proporcionar às nossas crianças, com certeza elas serão adultos mais conscientes de seus direitos e deveres, verdadeiros cidadãos”, concluiu.

A secretária da Educação, Neurilene Martins, foi homenageada na ocasião e recebeu das mãos do fundador da instituição, Táta Ricardo Tavares, um quadro em agradecimento por ser amiga da escola. A gestora fez inúmeras referências elogiosas ao centro educacional e pontuou. “É uma honra fazer parte desse momento e presenciar esta justa homenagem. O que acontece dentro dessa instituição para as 150 crianças atendidas é o que desejamos e pode acontecer para os 35 mil estudantes da rede”, disse fazendo referência ao programa Mais e Melhor Educação que tem como um dos objetivos garantir que as crianças aprendam na idade certa.

Eloíse Valente, 6 anos, é aluna do 1º ano da Escola Zumbi dos Palmares e um dos exemplos do que o município tem como proposta para o ensino municipal. A pequena mostrou a todos sua habilidade com a leitura, lendo para todos a capa de um dos 200 livros de literatura infantil da escritora Kalypsa Brito, que foram doados durante o ato à instituição. “Eu amo a minha escola e principalmente a minha professora. Gosto da hora do lanche e de brincar, mas eu não converso na sala, porque não pode atrapalhar a aula nem prejudicar os colegas. Aqui aprendemos a respeitar os outros”, explicou sorridente.

A mãe de Eloíse, Ivana Patrícia Valente, estava no local e registrou a importância da escola na rotina familiar. “Moro na comunidade e tenho orgulho de dizer que a minha filha estuda aqui há 3 anos. O ensino é de qualidade e fez toda diferença no desenvolvimento de Eloíse. Quando deixo ela na escola saio tranquila, pois sei que será bem cuidada”.

“Para nós, uma formação vai para além dos livros, sejam didáticos, paradidáticos ou literários. Ela passa pela moldagem do indivíduo, do seu caráter. E moldar não é apenas não deixar de pagar as contas, não matar, não roubar, não usar drogas, é também não ser perverso. A perversidade transpassa os limites físicos. A perversidade, seja ela física ou ideológica, mata também, porque matar corpos é tão perverso quanto matar sonhos e direitos. Aqui ajudamos na formação dessas crianças, fazendo com que elas se compreendam enquanto pessoas e cidadãos que precisam cumprir regras e ter atitudes éticas, fortalecendo-os enquanto seres humanos para que saiam ilesos do racismo”, falou cheio de emoção o idealizador da Zumbi dos Palmares, Táta Ricardo.

A secretária de Promoção da Igualdade Racial do Estado, Fabya Reis, em sua fala explicou o que motivou a escolha da Escola Zumbi dos Palmares. “É preciso compreender as razões que nos levam a estar aqui hoje fazendo essa homenagem e tornando esse dia histórico. Estamos na Década Internacional do Afrodescendente que tem como eixos: justiça, desenvolvimento e reconhecimento, e é o eixo de reconhecimento que nos traz aqui. No entanto, esse espaço também se enquadra como símbolo de justiça e de desenvolvimento, então ela acolhe a década em sua totalidade, primeiro porque essa é uma escola que está num território de povo tradicional, de religião de matriz africana, mas que é laica. E é isso que queremos, que o Estado e suas instituições sejam cada vez mais laicas, pra que todas as pessoas possam se respeitar na sua diversidade e nas suas escolhas, religiosas inclusive”, pontuou.

O evento contou com a presença da primeira-dama, Ivana Paula, e de diversas outras autoridades, entre elas a da deputada Fátima Nunes, que preside a Comissão Especial de Promoção da Igualdade da Assembleia Legislativa e solicitou uma Moção e Congratulações e Aplausos à instituição de ensino.

A Escola

A convivência pacífica entre pessoas de diferentes religiões, crenças ou etnias é a proposta da Escola Zumbi dos Palmares, que foi inaugurada em fevereiro de 2011 e atualmente conta com 150 alunos com idade de 4 a 12 anos. Localizada no Loteamento Parque Real Serra Verde, a unidade fica no Terreiro de Lembá, sendo a primeira da cidade e segunda do estado situada num espaço religioso de matriz africana a partir de convênio com a prefeitura. Construída em um terreno de 1.500 metros quadrados, a escola se tornou referência na educação do município.

Publicado em Camaçari

Sempre atenta a questões relevantes para a sociedade, a Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT) aderiu à Campanha Novembro Azul e, com o intuito de atrair atenção para a causa, realiza uma ação nesta quarta-feira (6/11), na Rua Duque de Caxias, no Centro de Camaçari, com a distribuição de panfletos informativos.

Com o mote Dê preferência a sua saúde, a iniciativa é desenvolvida pela equipe da Gerência de Educação para o Trânsito. O objetivo é provocar uma reflexão sobre a saúde do homem e fazer um sinal de alerta para que eles quebrem o preconceito e busquem os cuidados para a prevenção do câncer de próstata.

Na oportunidade, também foi distribuído um material informativo sobre o uso do celular no trânsito, tanto para pedestres quanto para condutores, já que esta é a terceira causa de mortes, chamando atenção para que os acidentes sejam evitados.

Publicado em Camaçari

A gestão municipal tem investido e incentivado cada vez mais a prática de diversos esportes na cidade. Reflexo disso, a Pista Municipal, próximo ao Estádio Fernando Ferreira Lopes, em Camaçari, será palco da 4ª etapa da Copa Bahia de Motocross 2019, neste sábado (9/11), com treinos a partir das 13h, e no domingo (10/11), das 9h às 17h.

A prova contará com o percurso de mil metros e oito obstáculos intercalados. Quem conquistar da 1ª a 7ª colocação receberá prêmio em dinheiro e troféus. O evento conta com patrocínio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Sejuv) e supervisão da Federação Baiana de Esportes e Lazer (Febel).

Os pilotos podem participar da disputa de acordo com as categorias e valores. As categorias que participam da disputa são: Nacional 230, Nacional Open, Nacional Pró, MZ 1 ao 4, Nacional Amador, Nacional Trilheiros, Mirim B e MX Master. Informações sobre inscrição e maiores detalhes podem ser adquiridos através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo Telefone/WhatsApp (75) 99945-8724.

Publicado em Camaçari

Quatro pessoas foram presas em flagrantes por tráfico de drogas em dois bairros de Camaçari, nesta segunda-feira (4/11).

De acordo com informações da polícia, dois homens foram encontrados com cocaína e aproximadamente 1kg de maconha no bairro Parque Verde III. A dupla estava a bordo de uma motocicleta Honda CB 300 azul.

As outras prisões foram feitas no residencial Praia do Mutá, no Ponto Certo. Segundo a polícia, uma mulher estava envolvida. Ela e um homem estavam portando um saco contendo maconha. Todos os suspeitos estão custodiados na 18ª Delegacia Territorial de Camaçari, onde permanecem à disposição da justiça.

FONTE: CAMAÇARI NOTICIAS

Publicado em Camaçari

O Projeto ABC Cerrado recuperou 93 mil hectares de pastagens degradadas ensinando 7,8 mil produtores rurais a adotarem tecnologias de baixa emissão de carbono. A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e realizou ações com produtores de oito estados: Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, Tocantins e Distrito Federal.

A área equivale a 110 mil campos de futebol e o projeto contou com recursos do Fundo de Investimento Florestal do Banco Mundial. Os dados fazem parte de um estudo que avaliou os impactos da adoção das tecnologias pelos produtores rurais e foi divulgado nesta quarta-feira (6).

Para se chegar a esse resultado foram utilizadas várias tecnologias: Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, Recuperação de Pastagens Degradadas, Sistema Plantio Direto e Florestas Plantadas. Segundo a assessoria de imprensa do Sistema CNA (Confederação Nacional da Agricultura), os principais setores atendidos foram bovinoculturas de corte, leite e agricultura.

O estudo mostra que, nas áreas recuperadas, a produtividade na cadeia da bovinocultura de corte subiu de 0,7 unidade/animal por hectare para 2,5 e o ganho de peso dos animais com a renovação da pastagem também aumentou, passando de 400 para 900 gramas/dia. Com isso, o tempo de abate reduziu de 36 meses para 19 meses.

O projeto começou em 2015 e ao todo mais de 18 mil pessoas foram beneficiadas entre produtores e familiares, estudantes e técnicos. O ABC Cerrado também ajudou a manter a área de vegetação nativa dentro das propriedades rurais, como as áreas de preservação permanente e reserva legal. Segundo a CNA, “em cinco anos houve um incremento de 192,5 mil hectares de vegetação nativa, ou seja, ao adotar tecnologias e boas práticas agrícolas, o produtor rural aumentou a produtividade em um mesmo espaço, evitando a abertura de novas áreas no Cerrado.”

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Brasil

Para debater temas políticos e econômicos, o presidente Jair Bolsonaro receberá o presidente da China, Xi Jinping, na manhã de 13 de novembroquarta-feira, no Palácio do Itamaraty. À tarde, no mesmo dia, no Palácio do Planalto, ele receberá  os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da África do Sul, Cyril Ramaphosa, e o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi.

Os quatro líderes políticos chegarão ao Brasil no dia 12 para participar da 11ª Cúpula do Brics, grupo de países integrado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul. No dia 13, os líderes visitantes participarão do encerramento do Fórum Empresarial do Brics, que reunirá 500 empresários, e à noite serão homenageados com jantar no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

Cúpula

A maior parte da programação do Brics ocorrerá na quinta-feira, dia 14. Haverá um encontro dos líderes do Brasil, da China, Índia, África do Sul e Rússia com os empresários que compõem o conselho da organização e também com a diretoria do Novo Banco de Desenvolvimento, a instituição financeira fundada pelo Brics. Às 13h, haverá o almoço de encerramento da cúpula no Palácio do Itamaraty.

O grande tema a ser discutido na Cúpula do Brics será a cooperação a ser feita entre o Brasil, China, Índia, África do Sul e Rússia na área de ciência, tecnologia e inovação. "A agenda é densa e substantiva", disse o secretário de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos do Itamaraty, embaixador Norberto Moretti.

O tema, segundo o diplomata, constará da Declaração dos Líderes, que será divulgada no encerramento do evento no dia 14, documento que abrirá aos países oportunidades de cooperação para o desenvolvimento de parques tecnológicos e incubadoras e a formação de pesquisadores.

Também constarão da declaração a cooperação dos cinco países no combate à corrupção e ao terrorismo, intercâmbio de boas práticas e desenvolvimento de medicamentos contra a tuberculose. Haverá ainda um item dedicado ao aleitamento humano, como prevenção de enfermidades.

O Conselho Empresarial do Brics (Cebrics) foi criado em 2013 na 5ª Cúpula do bloco em Durban, na África do Sul. Constituído para fortalecer e promover os laços econômicos, comerciais, de negócios e investimentos entre as comunidades empresariais dos países que compõem o grupo, o conselho tem também a missão de assegurar o diálogo regular entre os setores empresariais e os governos, além de identificar os problemas e gargalos no âmbito de comércio e investimentos nas suas relações.

Composto por 25 membros e assessorado por nove grupos de trabalho que atuam em uma instância de consulta, o conselho tem como missão assegurar que as principais prioridades do setor privado sejam efetivamente comunicadas aos líderes do governo no Brics durante a cúpula.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Política

Considerado o maior leilão do setor de petróleo e gás da história, a Rodada de Licitações do Excedente da Cessão Onerosa será realizada hoje (6) no Rio de Janeiro, a partir das 10h, pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A expectativa do governo federal e da agência reguladora é que o leilão possa arrecadar até R$ 106,56 bilhões em bônus de assinatura, que serão repartidos entre a Petrobras, a União, estados e municípios. 

Foram habilitadas a participar 14 empresas privadas e estatais, incluindo a Petrobras, que devem formar consórcios e apresentar propostas para produzir petróleo e gás a partir de reservas excedentes de quatro blocos do pré-sal, que já estavam cedidos à Petrobras na Bacia de Santos, por meio do Contrato de Cessão Onerosa.

O bônus de assinatura é o valor pago pelas empresas à União para firmar os contratos. No caso dos leilões do pré-sal, o valor a ser pago é fixo, já que os contratos seguem as regras do Regime de Partilha. Nesses leilões, o critério de avaliação das propostas é o excedente em óleo, também chamado de óleo-lucro. Isso significa que as empresas se comprometem a dividir com o Estado brasileiro uma parte do que for extraído dos blocos, e esse percentual é calculado apenas depois de serem descontados os custos de operação e royalties. A proposta vencedora será aquela em que a União terá a maior participação. 

No leilão de hoje, as empresas devem oferecer à União fatias iguais ou superiores aos seguintes percentuais mínimos de óleo-lucro: 26,23% no bloco de Atapu, 23,24% no de Búzios, 18,15% no de Itapu e 27,88% no de Sépia.

Se as quatro áreas oferecidas forem arrematadas, a rodada terá uma arrecadação de bônus de assinatura mais que 11 vezes maior que os R$ 8,9 bilhões obtidos na 16ª Rodada de Concessão, realizada no mês passado. A ANP também compara que o valor supera os R$ 60 bilhões arrecadados com o bônus de assinatura de todos os leilões já feitos desde a fundação da agência reguladora.

Os quatro blocos disponíveis no leilão são Atapu, Búzios, ltapu e Sépia, que estão no polígono do pré-sal, na Bacia de Santos, em uma área que faz parte do litoral do Rio de Janeiro. Essas áreas foram cedidas à Petrobras em 2010, por meio do Contrato de Cessão Onerosa, assinado com a União. Para ter o direito de extrair até 5 bilhões de barris de óleo equivalente nessas reservas por 40 anos, a Petrobras pagou R$ 74,8 bilhões ao governo, porém foram descobertas reservas ainda maiores nas áreas. Por causa disso, o leilão é chamado de Rodada de Licitações dos Excedentes da Cessão Onerosa - o que será leiloado é o direito de extrair as quantidades que excedem esse limite de 5 bilhões reservado para a Petrobras.

Preferência

Os investimentos feitos nas áreas da cessão onerosa desde 2010 permitiram estimar que as reservas ali presentes podem exceder em até três vezes esses 5 bilhões de barris previstos inicialmente, chegando a 15 bilhões de barris de óleo equivalente. A definição do que fazer com essa reserva excedente dependia da discussão de um aditivo de contrato à Petrobras, já que a estatal pediu um ajuste em 2013 devido à desvalorização do preço do barril de petróleo, parâmetro que foi utilizado para calcular os mais de R$ 70 bilhões pagos pela cessão onerosa em 2010. Além disso, também estava em discussão o ressarcimento à Petrobras de parte dos gastos com pesquisa e desenvolvimento na área, já que esses investimentos beneficiarão os futuros licitantes.

Após anos de negociação, o impasse foi resolvido com um acordo assinado em abril deste ano. Foi definido que a Petrobras receberia US$ 9,058 bilhões, o que abriu caminho para a realização do leilão, no qual a estatal também garantiu o direito de participar. A empresa manifestou preferência por duas áreas, Itapu e Búzios, que têm a maior reserva de petróleo já encontrada no Brasil, e, por isso, prevê um bônus de assinatura de R$ 68,194 bilhões. Para isso, a Petrobras já informou que pretende usar os US$ 9 bilhões recebidos (cerca de R$ 34 bilhões) no próprio leilão.  

A legislação brasileira prevê que quando são leiloados blocos do pré-sal, a Petrobras tem o direito de exercer preferência. Quando se manifesta nesse sentido, a estatal brasileira deve ser incluída no consórcio vencedor, com participação mínima de 30%.

Na prática, a manifestação da Petrobras significa que já há interessados por dois blocos. Com isso, a arrecadação em bônus de assinatura chegaria perto dos R$ 70 bilhões, já que o bloco de Itapu prevê bônus mínimo de R$ 1,766 bilhão. O valor total de bônus de assinatura do leilão atinge R$ 106,56 bilhões com os blocos de Sépia (R$ 22,859 bilhões) e Atapu (R$ 13,742 bilhões).

Além de prever grandes reservas, os contratos do leilão da cessão onerosa têm valores altos porque envolvem menos riscos. Os contratos convencionais preveem inclusive a possibilidade de não encontrar reservas, que, nesse caso, já estão confirmadas.

Gigantes do setor

Montantes tão elevados de reservas e investimentos atraíram algumas das maiores empresas petrolíferas do mundo para o leilão, que teve 14 companhias habilitadas a participar. Integram a lista empresas privadas e estatais: a BP Energy do Brasil Ltda. (Reino Unido), a Chevron Brasil Óleo e Gás Ltda. (Estados Unidos), a CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda. (China), a CNOOC Petroleum Brasil Ltda. (China), Ecopetrol Óleo e Gás do Brasil Ltda. (Colômbia), a Equinor Brasil Energia Ltda. (Noruega), a ExxonMobil Exploração Brasil Ltda (Estados Unidos), Petrogal Brasil S.A (Portugal), a Petrobras (Brasil), a Petronas Petróleo Brasil Ltda. (Malásia), a QPI Brasil Petróleo Ltda. (Catar), a Shell Brasil Petróleo Ltda. (Países Baixos e Reino Unido), a Total E&P do Brasil Ltda. (França) e a Wintershall DEA do Brasil Exploração e Produção Ltda (Alemanha). Apesar de habilitadas, as empresas podem decidir não apresentar propostas durante o leilão.

O prazo para o pagamento do bônus de assinatura vai depender de quanto os lances vencedores vão superar o percentual mínimo de óleo-lucro definido para o leilão. Essa diferença é chamada ágio e, se for menor que 5%, o pagamento deve ser feito até 27 de dezembro de 2019.

Caso o ágio supere 5%, os vencedores deverão pagar 75% do bônus até 27 de dezembro, no caso de Itapu e Búzios, e 50%, no caso de Sépia e Atapu. Se isso ocorrer, o restante do bônus deverá ser quitado até 26 de junho de 2020.

A divisão desse dinheiro entre as unidades da Federação e municípios foi definida em discussão no Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. Dos R$ 106,56 bilhões, R$ 34,6 bilhões ficarão com a Petrobras em razão do aditivo pactuado com a União. Do restante, 67% serão da União, 15% ficarão com estados, 15% com os municípios e 3% com o Rio de Janeiro, estado produtor.

A ANP prevê que quando todas as unidades de produção estiverem instaladas nas áreas licitadas, a arrecadação anual deverá ser de pelo menos R$ 43,4 bilhões e poderá atingir R$ 79,2 bilhões.

6ª Rodada de Partilha

Amanhã (7), a ANP realizará mais um leilão para permitir a exploração e produção de petróleo e gás na camada pré-sal. Será a a 6ª Rodada de Licitações de Partilha de Produção, que oferecerá os blocos de  Aram, Bumerangue, Cruzeiro do Sul e Sudoeste de Sagitário, na Bacia de Santos. Também será leiloado o bloco Norte de Brava, o único da lista que fica no pré-sal da Bacia de Campos.

O bônus de assinatura total do leilão será de R$ 7,850 bilhões e, assim como no certame de hoje, as empresas inscritas vão disputar por meio de lances com percentuais de excedente de óleo a serem partilhados com a União. 

Ao todo, 17 companhias foram habilitadas para participar do leilão, incluindo empresas estatais e privadas estrangeiras e as brasileiras Petrobras e Enauta Energia.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Brasil
Pagina 1 de 2

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos