Itens filtrados por data: Domingo, 03 Novembro 2019

Neste domingo duas pessoas deram entrada no Hospital Geral de Camaçari (HGC) após serem feridas. Um homem de 34 anos, morador do bairro Nova Vitória, foi atingido com golpes de faca nas costas e na mão. Ele foi encaminhado para o HGC, onde permanece internado.

Já um idoso de 70 anos, foi baleado no braço. Não há informações sobre as circunstâncias que levaram ao ferimento. A vítima também permanece internada na unidade hospitalar. A autoria e motivação dos casos ainda são desconhecidas.

FONTE: CAMAÇARI NOTICIAS

Publicado em Camaçari

Um homem foi assassinado, no Dia dos Finados, sábado (2), às 14h, na Rua 11 Novembro, no bairro de Santa Cruz, em Salvador.

De acordo com os policiais, a vítima foi espancada com paus e pedras e o rosto do homem ficou desfigurado. Ele estava sem documentos, situação que impossibilitou a identificado do corpo pelos agentes. 

Apesar de diligências policais serem realizadas na localidade, nenhum suspeito do crime foi preso.

O assassinato será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

FONTE: BNEWS

Publicado em Salvador

Os apostadores têm até as 19h (horário de Brasília), desta segunda-feira (4) para fazer seu jogo no concurso 2.204 da Mega-Sena, cujo prêmio principal está acumulado e vai pagar R$ 40 milhões para quem acertar o sozinho as seis dezenas.

O bilhete simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 3,50.

O sorteio está sendo realizado excepcionalmente hoje, porque no sábado (2) não houve extração devido ao feriado de Finados.

As dezenas serão sorteadas a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de Paulo. O sorteio é aberto ao público.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Brasil

Os Estados Unidos acusaram hoje (4) a China de imperialismo e intimidação para ficar com os recursos naturais do Sudeste Asiático, numa referência à disputa territorial do Mar do Sul da China que Pequim mantém com vários países da região.

"Pequim usou a intimidação para impedir que os países da Asean (Associação das Nações do Sudeste Asiático) explorassem os seus recursos naturais.

A região não tem interesse em regressar à era imperial", disse o assistente do presidente Donald Trump em temas de segurança nacional, Robert O'Brien, em Bangcoc, onde é realizada a reunião da Asean.

A China reivindica quase todo o Mar do Sul da China, apesar das reivindicações dos países vizinhos.

Nos últimos anos, construiu sete recifes em ilhas artificiais, capazes de receber instalações militares. As novas ilhas ficam próximas de outras ocupadas pelo Vietnã, Filipinas e Taiwan.

Malásia e Brunei são outros territórios que disputam a jurisdição sobre ilhas e recifes, ricos em pesca e potenciais depósitos de combustíveis fósseis.

Na ausência do presidente Trump, O'Brien leu uma declaração, na qual destacou que os EUA e os países do bloco regional "compartilham os mesmos valores" e convidou os seus líderes a visitarem os Estados Unidos para uma reunião, a ser realizada no primeiro trimestre do próximo ano.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Mundo

Uma proposta de lei complementar que define critérios para aposentadoria de trabalhadores que atuam em áreas com potencial risco de vida, como vigilantes armados e similares deve ser apresentada nesta segunda-feira (4) pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM). Na mesma proposta serão definidas regras para eletricitários, trabalhadores com amianto e mineiros que estão expostos a agentes nocivos à saúde.

O texto é de autoria do governo, mas oficialmente será assinado por Braga para que a sua tramitação comece no Senado, onde foi feito o acordo sobre a regulamentação dessas aposentadorias, com senadores de oposição. Se o Executivo enviasse ao Legislativo um projeto de sua autoria, ele teria de ir primeiro para a Câmara dos Deputados. O entendimento costurado pelo líder do governo Bolsonaro no Senado, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), garantiu a aprovação da reforma da Previdência (PEC 6/2019) em segundo turno e a regulamentação desses benefícios é o último detalhe para que a promulgação do texto principal da reforma da Previdência seja marcada.

Proposta

Até o fechamento dessa reportagem nem o governo, nem Braga haviam detalhado a proposta. Por enquanto, o que o governo tem ressaltado é que o texto não tem como objetivo criar uma categoria de aposentadoria especial, mas sim deixar claro na lei as situações em que um trabalhador pode pedir antecipadamente o benefício devido às condições de trabalho.

Como o tema é consenso entre parlamentares de todos os partidos, a expectativa é de que o Senado aprove o texto rapidamente. A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS) disse à Agência Brasil que se o senador Esperidião Amin (PP-SC), que será o relator do texto, presentar um relatório até quarta (6), dia da próxima reunião do colegiado, ela colocará o projeto extra na pauta.

Também em entrevista à Agência Brasil, Amin ressaltou que acha “impossível” a apresentação de seu parecer já na próxima quarta-feira. “Isso [a proposta] não caiu do céu. O acordo foi fechado com o [senador Paulo] Paim e a oposição. Tudo vai depender da reunião que teremos entre esses envolvidos na próxima terça-feira”, ressaltou. Foi Paim (PT-RS) que motivou o acordo após fazer, em plenário, uma defesa do tema que convenceu até senadores governistas. Esperidião Amin também não quis dar previsão sobre a apresentação de seu parecer, mas não descartou que seja feito na próxima semana.

A PEC 6/2019, já aprovada pelo Congresso, permite aposentadorias especiais apenas para trabalhadores com deficiência e que atuem expostos a agentes químicos, físicos e biológicos.

Para o secretário especial de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, essa outra discussão será positiva para os trabalhadores e para o sistema previdenciário, porque vai estabelecer critérios mais precisos para esses casos. “Hoje mais de 70% das aposentadorias são dadas em judicialização. Com o projeto, deixaremos claras as condições em que a periculosidade e os agentes nocivos impactam a atividade laboral. Isso vai dirimir questões judiciais”, ponderou.

Marinho esteve no Senado na última quarta-feira (30), quando se reuniu com Eduardo Braga, Espiridião Amin, Fernando Bezerra, e o líder do governo Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO), para tratar do projeto de regulamentação. Depois da reunião, Bezerra disse que o texto manterá a regra de que a categoria profissional, por si só, não caracteriza periculosidade. Essa definição virá das atividades exercidas. “Quem merecer, vai ter”, explicou.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Política

Cerca de 3,9 milhões de pessoas fizeram hoje (3) o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os cerca de 1,2 milhão de faltosos representam 23% do total de 5,1 milhões de inscritos. Ao todo, 376 pessoas foram eliminadas por descumprirem as regras do exame. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).  

“Deu tudo certo, foi tudo perfeito, funcionou tudo bem. Tivemos a mais baixa abstenção da história”, avaliou o ministro da Educação, Abraham Weintraub. A taxa é mais baixa que a de faltas no primeiro dia de prova do ano passado, quando 24,9% dos inscritos não compareceram ao exame.

O índice total de abstenções no Enem 2019 será fechado apenas após o segundo dia de aplicação, no próximo domingo (10). Quem não fez a prova neste domingo ainda poderá comparecer ao segundo e último dia do exame.

O ministro avaliou o número de eliminados como baixo. Neste ano, o Enem passou a ter uma nova regra, candidatos cujos aparelhos eletrônicos que emitissem qualquer som, mesmo dentro do envelope porta-objetos seriam eliminados.

Vazamento da prova

Uma foto da prova de redação do Enem vazou hoje nas redes sociais. Segundo Weintraub, as investigações, a cargo da Polícia Federal, indicam que a foto foi tirada por um aplicador de prova.  

O ministro explicou que a suspeita de que tenha sido um aplicador se deve ao fato de que aparecem na imagem três provas de pessoas que faltaram ao exame e apenas aplicadores têm acesso ao caderno de provas de candidatos faltosos. A identificação é possível devido ao código de cada prova. “Houve a tentativa de macular, de colocar em xeque o Enem, ele foi um péssimo profissional, péssima pessoa ao fazer isso, mexe com a vida de 5 milhões de pessoas”, disse o ministro.  

Segundo o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, ao contrário dos participantes, que são eliminados se os celulares estiverem fora do envelope porta-objetos, os aplicadores podem portar os aparelhos.

“Porque eles entram em contato com os coordenadores para reportar problemas ou pedir orientações”, explicou Lopes. No entanto, no momento de abertura dos malotes e distribuição das provas, os aplicadores são orientados a não portarem celulares.

Segundo o ministro da Educação, apesar de a imagem ser verdadeira, o vazamento não causou prejuízo aos participantes, uma vez que a imagem foi divulgada após o início da aplicação: “O impacto foi zero”.

O ministro defendeu uma punição severa ao culpado por divulgar a imagem: “O que a gente vai tentar fazer é escangalhar ao máximo a vida dele. Eu sou a favor sempre de que pessoa que é um transgressor pague o preço da transgressão dela”, disse. “A gente vai atrás de absolutamente tudo que puder fazer para essa pessoa pagar pela má-fé dela, pela falsidade, pela traição que ela cometeu. Absolutamente tudo. Se der para ser criminal, criminal, cível, absolutamente tudo que a gente puder fazer para essa pessoa realmente se arrepender amargamente de um dia ter vindo ao mundo”, complementou.

Tema da redação

O tema da redação deste ano foi Democratização do acesso ao cinema no Brasil. “Antigamente para ter acesso ao cinema, precisava de estrutura grande para produzir um filme e estrutura para ver o filme. Hoje, [a gente] vê o filme aqui”, disse levantando o celular. “Consegue fazer filme de coisa barata, isso democratizou”.

Segundo o ministro, não há uma resposta única para a redação. “O objetivo da redação é a pessoa conseguir elaborar um texto com argumentos racionais tangíveis e bem escrito. Achei muito bom o tema, gostei do tema, porque tinha várias possibilidades”, disse.

Sobre os conteúdos da prova como um todo, ele ressaltou que a orientação foi a elaboração de uma prova por meio da qual fosse possível selecionar pessoas qualificadas para entrar na faculdade: "O objetivo do Enem é selecionar as pessoas mais capacitadas. E acho que foi plenamente atendido”. Ele reafirmou que nem ele, nem o presidente do Inep tiveram acesso às provas com antecedência. “Tivemos contato com a prova hoje”.

Os participantes fizeram hoje as provas de redação, ciências humanas e linguagens. No dia 10, farão as provas de matemática e ciências da natureza.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Brasil

Preocupado com a situação de desemprego que o país vem enfrentado e que afeta diretamente parte da população camaçariense, o prefeito Elinaldo Araújo, acompanhado pela primeira-dama, Ivana Paula, recebeu, na manhã deste sábado (2/11), um grupo de pessoas desempregadas para ouvir suas demandas, dar uma palavra de apoio e esperança de dias melhores.

Cerca de 40 pessoas conversaram e pontuaram suas necessidades para o gestor municipal. Elinaldo se mostrou sensível às questões apresentadas, orientou os presentes e falou sobre a atual situação da cidade e alguns planos para os próximos meses.

“Camaçari tem gerado muito emprego, porém a situação do desemprego está complicada. Vamos ter esperança, pois a cidade está virando um canteiro de obras, estão chegando novas fábricas e atacadistas, e com certeza essa situação vai mudar e nossa população vai ser empregada. Confiem em Deus, confiem em mim e nunca, em hipótese alguma, deixem de acreditar em vocês”, destacou o prefeito Elinaldo Araújo.

Participar dos cursos de capacitação realizados pela Prefeitura, fazer e manter atualizado o cadastro no Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador (Ciat), é de suma importância para garantir um emprego. “Que atitude generosa do prefeito, me ouviu, me deu conselhos e agora vou atualizar meu cadastro no Ciat, e tenho fé que vou conseguir me inserir no mercado de trabalho”, pontuou Adriana de Jesus, 28 anos, moradora do Parque Verde.

Antonio Sena, 49 anos, saiu do encontro esperançoso. “Tenho dois anos desempregado e sei que é um problema geral, são milhões de brasileiros sem emprego, e hoje, ouvir do prefeito Elinaldo que vão surgir novas vagas, renovou minha esperança”.

O atendimento, que durou até o meio da tarde, aconteceu na sala de reunião do gabinete do prefeito.

Publicado em Camaçari

Em busca de melhor atender a população e garantir a celeridade no processo de recrutamento e contratação de profissionais pelas empresas que integram o Polo Industrial, o Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador (Ciat) está funcionando em ritmo de plantão, neste sábado (2/11) e domingo (3/11), até as 17h. A expectativa é receber mil pessoas.

Segundo o órgão, estão sendo ofertadas vagas para as áreas de caldeiraria, soldador, mecânico industrial, instrumentista e eletricista. Para participar da seleção, o candidato deverá ter no mínimo seis meses de experiência comprovada e comparecer ao Ciat, situado na Rua Costa Pinto, próximo ao Centro Comercial de Camaçari, munido de currículo atualizado e carteira de trabalho para o preenchimento do cadastro.

Ao todo, 11 colaboradores estão à disposição dos camaçarienses para esclarecer dúvidas, realizar encaminhamento e proporcionar um atendimento ágil. De acordo com a coordenadora do Ciat, Renoildes Oliveira, é uma satisfação abrir as portas da unidade aos finais de semana para fazer processos. “Estamos atentos às necessidades da população e de prontidão para atendermos o maior número de cidadãos que querem ser inseridos no mercado de trabalho”, comentou. Além da seleção, 240 trabalhadores estão passando por treinamento simultaneamente.

Publicado em Camaçari

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos