Itens filtrados por data: Quinta, 14 Novembro 2019

Um condutor foi flagrado dirigindo alcoolizado, na quinta-feira (14), no bairro de Stella Maris, em Salvador e tentou subornar os agentes. Segundo a Transalvador, durante a abordagem foi realizado o teste de alcoolemia, que identificou o consumo de bebida alcoólica. 

Além disso, também foi constatada documentação irregular, tanto do veículo, que estava com o licenciamento atrasado, quanto do condutor, que estava com a Carteira Nacional de Habilitação vencida.

Ainda de acordo com a Transalvador, o condutor tentou subornar os agentes com uma cédula de R$100, sendo então conduzido à Central de Flagrantes. A operação contou como apoio de policiais militares da 15ª CPM.

FONTE: BNEWS

Publicado em Salvador

A Plataforma P-68 iniciou nesta quinta-feira (14) a produção de petróleo e gás natural do campo de Berbigão, na camada do pré-sal da Bacia de Santos. De acordo com a Petrobras, A P-68 é a quarta unidade a entrar em operação neste ano, depois da P-67, no campo de Lula, e da P-76 e s P-77, no campo de Búzios, em linha com o Plano de Negócios e Gestão da empresa.

Com capacidade para processar diariamente até 150 mil barris de óleo e comprimir até 6 milhões de metros cúbicos (m³) de gás natural, a P-68 contribuirá para o crescimento da produção da Petrobras, principalmente em 2020, com a interligação de novos poços do campo de Berbigão e com a interligação de poços do campo de Sururu.

A plataforma, do tipo FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás), está localizada a aproximadamente 230 quilômetros da costa do estado do Rio de Janeiro, em profundidade de água de 2.280 metros. O projeto prevê a interligação de 10 poços produtores e sete poços injetores à P-68. O escoamento da produção de petróleo será feito por navios aliviadores, enquanto a produção de gás será escoada pelas rotas de gasodutos do pré-sal.

A companhia informou que os campos de Berbigão e Sururu estão localizados na concessão BM-S-11A, operada pela Petrobras (42,5%) em parceria com a Shell Brasil Petróleo Ltda. (25%), Total E&P do Brasil Ltda. (22,5%) e a Petrogal Brasil S.A. (10%). Os reservatórios desses campos também se estendem para áreas sob contrato de cessão onerosa (100% Petrobras) e, após o processo de unitização, constituirão as jazidas compartilhadas de Berbigão e Sururu.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Brasil

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (14) que deve se desfiliar do PSL nos próximos dias e classificou sua saída do partido como uma "separação amigável". Ele ainda agradeceu correligionários e desejou boa sorte aos que permanecerão na sigla.

"A única certeza é que me desfilio, nos próximos dias, do PSL. Agradeço todo apoio e consideração que tive até o momento no partido. É uma separação amigável. Boa sorte ao presidente do partido, aqueles que apoiaram o presidente do partido, bem como o líder antigo, vão ser felizes todo mundo, cada um segue seu destino. É como uma separação, infelizmente acontece na vida da gente", afirmou o presidente durante live semanal transmitida no Facebook. Bolsonaro ainda mencionou a criação de um novo partido, o Aliança pelo Brasil, que havia sido anunciada na última terça-feira (12).

Bolívia

Bolsonaro também comentou a crise política na Bolívia e aproveitou para defender a aprovação de um projeto de lei para permitir auditoria nas eleições do Brasil. "Vou potencializar isso para que nós venhamos a votar, no começo do ano que vem, se Deus quiser, um projeto de lei de modo que você possa auditar uma eleição. Se você votou no João, você vai ter certeza de que o voto foi para o João, se eu votei na Maria, o voto foi para a Maria. Não podemos ter essa suspeita de fraude como houve na Bolívia porque um problema pode acontecer de um lado ou de outro", disse.

O presidente destacou que o Brasil precisa ter um sistema de votação confiável. "O ano que vem não dá mais, mas a partir de 2022, sim. É para evitar um problema como houve na Bolívia, que o presidente lá [Evo Morales], pelo que parece, segundo a OEA, abusou e fraudou o processo eleitoral."

No domingo (10), o então presidente do país vizinho, Evo Morales, renunciou ao mandato em meio a uma onda de protestos violentos por causa do resultado das eleições que havia confirmado sua reeleição, no dia 20 de outubro. O processo eleitoral do país chegou a ser questionado após auditoria feita pela Organização dos Estados Americanos (OEA). Desde terça-feira, Morales está no México, onde recebeu asilo político.

Com a renúncia de Evo Morales e depois que a senadora Jeanine Áñez se proclamou presidente do país, estabeleceu-se um governo de transição na Bolívia. Apesar de não haver consenso sobre a constitucionalidade da posse de Jeanine Áñez, ela assumiu o posto máximo do governo e montou um gabinete com 11 novos ministros, além de nomear novos chefes para as Forças Armadas e prometer eleições "em breve".

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

 

Publicado em Política

Titulares de linha telefônica pré-paga em 17 estados têm até a próxima segunda-feira (18) para recadastrar e atualizar seus dados, sob risco de ficarem com o serviço bloqueado. A medida faz parte do projeto da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para a criação do cadastro nacional de usuários dos serviços de telefonia celular pré-paga.

A exigência vale para os moradores dos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Roraima, Sergipe e São Paulo. Os demais estados e o Distrito Federal já concluíram essa etapa de recadastramento.

Esta é última fase da campanha de comunicação aos consumidores com cadastros desatualizados, realizada pelas prestadoras Algar, Claro, Oi, Sercomtel, Tim e Vivo, dentro do Projeto Cadastro Pré-Pago. 

Segundo a agência reguladora, o objetivo da iniciativa é assegurar uma base cadastral correta e atualizada, para evitar a ocorrência de fraudes de subscrição (linhas associadas indevidamente a CPFs) e, dessa forma, ampliar a segurança dos consumidores.

Recadastramento

Os usuários de pacotes pré-pagos serão acionados pelas operadoras por canais como mensagem de texto, ligações ou pop ups em sites. O procedimento é aplicado apenas aos usuários com pendências cadastrais. As operadoras também disponibilizaram canais de atendimento para fornecer mais informações sobre o recadastramento, como páginas específicas nos sites e números.

Pessoas que tiverem a linha pré-paga bloqueada poderão atualizar os dados cadastrais junto à sua prestadora por meio dos canais de atendimento disponíveis, como call center e espaço reservado ao consumidor na internet. Nesse contato, devem ser informados o nome completo e o endereço com o número do CEP. No caso de pessoa física, é necessário informar o número do CPF e, para pessoa jurídica, o CNPJ. Também poderão ser solicitadas informações adicionais de validação do cadastro.

Para evitar fraudes, os usuários podem confirmar se o SMS de solicitação de recadastramento recebido foi, de fato, encaminhado pela prestadora contratada.


Confira os números utilizados pelas prestadoras para envio das mensagens:

Cadastro pré-pago
Cadastro pré-pago - Anatel

 

Em caso de dúvidas, os titulares de linhas pré-pagas podem entrar em contato com as operadoras pelos seguintes canais:

 

Operadora  Endereço eletrônico Central de atendimento
Claro  https://www.claro.com.br/institucional/regulatorio/cadastro-pre  1052
Tim https://www.tim.com.br/sp/para-voce/projeto-cadastro-pre  1056
Vivo https://www.vivo.com.br/para-voce/ajuda/duvidas/celular/vivo-pre/recadastro-pre-pago   1058
Oi  https://www.oi.com.br/celular/pre-pago/atualizar-cadastro  1057
Algar https://www.algartelecom.com.br/para-voce/atendimento/comunicados?comunicadosCelular-0  1055
Sercomtel https://www.sercomtel.com.br/cadastro-pre-pago/  1051

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

 
Publicado em Política

O auditório da Casa do Trabalho, no final da tarde desta quinta-feira (14/11), recebeu moradores de diversos bairros da cidade, especialmente os que ficam próximos ao centro, para a realização da segunda oficina do Ciclo de Participação Social que visa ampliar a participação popular no processo de elaboração do novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) de Camaçari, que traça um planejamento da cidade para os próximos 10 anos.

A primeira oficina no dia 12 de novembro foi um sucesso e a segunda edição não fugiu à regra e cumpriu bem o objetivo do evento, que é democratizar e ampliar o processo de escuta das comunidades. Durante a oficina, o público conheceu os conceitos e as etapas do processo de planejamento municipal, bem como respondeu a um questionário sobre infraestrutura, condições de moradia, oferta de serviços públicos, problemas urbanos, dentre outros assuntos.

O formato de interação foi mantido e o público foi dividido em grupos, identificados por cores, para permitir um debate mais amplo e diversificado, além de potencializar a coleta de contribuições, seguindo a orientação de listar “pontos fracos” e “pontos fortes” da cidade e, sem seguida, refletir e debater sobre o futuro do município. Ao final, um representante de cada grupo expôs o resultado das discussões. Todo o conteúdo vai resultar na geração de um relatório que será apresentado em audiência, uma das próximas fases do processo de revisão do PDDU.

Membro do grupo de trabalho da cor laranja, Ramon Campos, 24 anos, morador do bairro da Gleba C, teve a oportunidade de pontuar pontos fracos e fortes sobre a cidade em diversas temáticas, dentre elas de meio ambiente e de mobilidade urbana. “Como pontos fracos percebo a poda drástica das árvores e o excesso de quebra-molas implantado na cidade, inclusive no bairro onde moro”, disse o jovem ao sugerir também que a frota de ônibus, bem como os horários de circulação, fossem ampliados, especialmente aos finais de semana. “Isso fortaleceria o comércio de lanchonetes, bares, restaurantes existentes e estimularia o surgimento de outras opções de lazer para a população, afinal as pessoas teriam transporte para retornar pra casa”, finalizou explicando.

Integrante também do grupo laranja, Victor Hugo Ferreira citou os avanços das construções sobre áreas de circulação pública, a exemplo de calçadas, como algo negativo, e ressaltou as obras de recuperação das calçadas e a implantação de acessibilidade nelas, bem como a construção de ciclovias e ciclofaixas ligando vários pontos da cidade, como coisas positivas e que estão acontecendo de forma constante no município. “Essa é a primeira vez que participo e acho perfeito esse processo de escuta da comunidade”, disse o estudante de engenharia ambiental que mora no Alto da Cruz e ficou sabendo da oficina através do whatsapp, por meio de convite enviado pelo professor.

Moradora do Jardim Limoeiro, Soliudes Silva fez parte do grupo verde. Ela está à espera do segundo filho e preocupada com a oferta dos serviços no seu bairro, citou a necessidade de implantação de escolas de educação infantil e mais uma de ensino fundamental como algo necessário por conta do crescimento populacional do bairro. “Nós que estamos diariamente em nossas comunidades somos as pessoas mais indicadas pra falar das demandas delas, e por isso acho esses encontros muito importante”, declarou.

De forma acolhedora, a presidente da Comissão Executiva de Revisão do PDDU, Juliana Paes, recebeu os presentes e explicou a dinâmica da oficina. Na ocasião, ela ressaltou a importância do processo e da participação popular nele. “A nossa intenção é que as pessoas nos contem como enxergam a Camaçari de hoje, falando dos seus pontos fracos e fortes, e nos apontem qual a Camaçari que querem para o futuro, através da análise do material levantado pelo grupo, sinalizando o que representa uma ameça ao bom desenvolvimento da cidade e o que é uma oportunidade e deve ser melhor explorado”, explicou a urbanista.

O PDDU é considerado a maior lei existente na administração municipal, depois da Lei Orgânica. O processo de revisão do Plano Diretor é conduzido por uma comissão executiva e está vinculado à Secretaria do Governo (Segov). O documento estabelece as estratégias, diretrizes, objetivos, projetos e ações para o desenvolvimento da cidade. A expectativa é de que o projeto de lei do novo PDDU seja enviado à Câmara de Vereadores, para análise e votação, em julho de 2020.

O secretário de Governo, José Gama, esclarece que a atualização do PDDU é essencial e deve ser feita a cada 10 anos conforme prevê a legislação. “A revisão do Plano de Desenvolvimento Urbano está ocorrendo em um momento oportuno, porque Camaçari vive uma realidade de expansão diferente das últimas décadas, portanto, se faz muito necessário que a população participe e traga com riqueza de detalhes a realidade vivida em cada canto da cidade e coloque as suas sugestões. E com esse conjunto de ideias e a união de conhecimentos vamos formatar uma lei que traga para Camaçari a segurança jurídica e atenda a comunidade nos seus anseios de crescimento, nas suas mais variadas áreas, entre elas, residencial, comercial, turístico e industrial”, concluiu.

Conforme a programação do 1º ciclo, outras três oficinas vão ser realizadas na sede, além de mais três na Costa do município. A grade completa dos encontros está disponível neste link. Esse e outros detalhes sobre a revisão do PDDU pode ser acompanhado com detalhes através do site www.pdducamacari.com.br, meio que também pode ser utilizado pela população para contribuir com ideias e sugestões.

Além dos moradores da região, participaram do evento o secretário de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Genival Seixas, a ouvidora do município, Ilay Ellery, e o vice-presidente da Câmara de Vereadores, Dílson Magalhães Junior.

Publicado em Camaçari

Representantes da sociedade civil e do governo tomaram posse no Conselho Municipal da Pessoa Idosa (CMPI) nesta quinta-feira (14/11), na sala de reunião dos conselhos na Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes). O CMPI é composto por 12 titulares e 12 suplentes, representantes de órgãos governamentais e entidades representativas da formação e defesa dos direitos do Idoso.

O Conselho Municipal do Idoso é um órgão colegiado de caráter permanente, paritário e deliberativo, com a finalidade de auxiliar o Poder Público na orientação, no planejamento e interpretação da matéria de sua competência acompanhando, supervisionando, divulgando, fiscalizando e avaliando a Política Municipal do Idoso.

Para a gestora da Sedes, Andréa Montenegro, esse é mais um avanço. “Graças a Deus e no tempo Dele, nós conseguimos reativar o Conselho do Idoso e assim avançar nas políticas públicas para as pessoas idosas. Sou uma gestora que acredito no diálogo e na participação popular. Parabéns a presidente do Conselho e todos os membros empossados aqui hoje”, concluiu.
O mandato dos novos conselheiros será de dois anos (2019-2021).

Publicado em Camaçari

A final da 12ª edição da Copa Quadrangular acontece às 15h deste sábado (16/11), no Estádio Fernando Ferreira Lopes, numa partida entre as igrejas do Evangelho Quadrangular do Parque Satélite e Lírio do Vale (sede). O campeonato iniciou no dia 13 de julho e reuniu equipes de 16 igrejas, envolvendo cerca de 500 atletas. A ação conta com apoio da Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Sejuv), de representantes da iniciativa privada e do mandato do Vereador Pastor Neilton.

Mesmo sendo realizado pela Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ), o evento esportivo também estava aberto às igrejas de outras denominações. Das 16 participantes, sete são procedentes da Quadrangular do Parque Satélite, Ponto Certo, Gravatá, Piaçaveira, Jardim Limoeiro, Verdes Horizontes e da sede regional, que fica no bairro Camaçari de Dentro. Times das igrejas Lírios do Vale do Phoc I e dos Verdes Horizontes, da Batista Betel, Batista Visão Profética, na Gleba C, Catedral Vale da Benção, Presbiteriana do Brasil, Primeira Igreja Batista (PIB) Litoral Norte, além da PIB e Assembleia de Deus, ambas de Dias d’Ávila.

Os quatro primeiros lugares da competição recebem premiação em espécie, que juntos somam um investimento de R$ 4.500. A terceira e quarta posição na Copa Quadrangular já foram definidas, ficando para a IEQ Gravatá e PIB de Dias d’Ávila, respectivamente.

Além da Copa Quadrangular, outras atividades esportivas movimentam do fim de semana em Camaçari. Confira a agenda de eventos que contam com apoio da Prefeitura de Camaçari:

Sábado (16/11)

Campeonato de Futebol de Arembepe

Horário: a partir das 13h45

Local: Campo de Arembepe

Campeonato Amador de Futebol do Jardim Limoeiro

Horário: a partir das 14h

Local: Campo do Jardim Limoeiro

Copa Quadrangular – Final

Horário: a partir das 15h

Local: Estádio Fernando Ferreira Lopes

 

Domingo (17/11)

Torneio de Futebol Feminino

Horário: a partir das 8h

Local: Barra do Pojuca

4ª Copa Ludeso

Horário: a partir das 8h

Local: Campo do Burissatuba

Campeonato de Futebol de Parafuso 2019

Horário: a partir das 8h30

Local: Parafuso

Campeonato de Veteranos da Santa Maria

Horário: a partir das 8h30

Local: Campo da Santa Maria

28° Campeonato de Futebol de Monte Gordo

Horário: a partir das 8h30

Local: Campo da Subestação – Monte Gordo

IV Campeonato de Futebol da Cetrel

Horário: a partir das 8h30

Local: Campo da Cetrel

Publicado em Esportes

Investir na assistência social e em políticas públicas para as pessoas em vulnerabilidade social são algumas das ações realizadas pela Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes). Reflexo disto, na manhã desta quinta-feira (14/11), novos contemplados com o programa municipal de transferência de renda, o Bolsa Social, receberam o cartão para ser utilizado nos supermercados e farmácias do município. A entrega aconteceu na sede do programa, situada na Rua Eixo Urbano Central, Centro de Camaçari.

Fruto de recursos próprios, o cartão conta com o valor de R$100 ou R$150. Após passar por um atendimento rápido, a moradora do Parque Verde I, dona Ediva Maria da Costa, 47 anos, estava contente em se tornar uma das pessoas assistidas pelo programa. “Estou muito feliz, porque é uma ajuda e eu estava precisando muito. Eu tenho um filho que está desempregado e uma netinha. E eu estou vendo que a Prefeitura está trabalhando em benefício da população”, expressou.

Para a secretária da Sedes, Andréa Montenegro, a entrega dos cartões demonstra o compromisso da gestão com a população. “Isso mostra que Camaçari está buscando dar uma proteção social maior aos munícipes que mais precisam e nós estamos neste dia dando continuidade à entrega do benefício do Bolsa Social às pessoas que já passaram pela visita, quando foi feita a análise dos critérios de lei. Além do mais, durante todos esses dias, continuaremos fazendo as visitas. Os interessados podem procurar o Cras [Centro de Referência de Assistência Social] para que todos dentro do perfil do público-alvo possam ser contemplados”.

Com um sorriso no rosto, a beneficiada pelo programa, Erinelza da Silva, não conteve a felicidade. “Agora com o cartão vai ser muito bom, pois eu estava precisando bastante para comprar a comida. O meu marido está desempregado, e com esse cartão já me ajuda. Não demorou muito e o atendimento foi bem tranquilo. As meninas foram muito legais comigo”, comentou.

Bolsa Social – Para ter direito, é preciso que o cidadão seja residente e domiciliado na cidade há, no mínimo, três anos comprovados, e seja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), além de seguir os critérios socioeconômicos.

Para permanecer no programa os responsáveis devem cuidar para que as crianças tenham a caderneta vacinal em dias e seus dependentes em idade escolar matriculados na rede pública de ensino ou na rede particular com bolsa integral ou semi-integral que não ultrapasse R$ 100,00 de mensalidade. A frequência escolar mínima é de 85%. A iniciativa é gerida pela Diretoria de Proteção Social Básica.

Publicado em Camaçari

A Prefeitura de Camaçari, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), está oferecendo mais dois cursos de capacitação profissional através da unidade móvel de Panificação do Senai. A carreta, que está instalada na Praça do Centro Comercial, em Monte Gordo, está realizando cursos de biscoitos e confeitaria para 40 mulheres, dividas em duas turmas. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira. Os cursos tiveram 75% das vagas destinadas para os moradores das localidades de Cancelas e Coqueiro de Monte Gordo, na Zona Rural de Camaçari.

De acordo com Alex Silva Pereira, professor do curso, durante quatro semanas as alunas poderão aprender muito. “Elas irão aprender a confeccionar os biscoitos, petti four, sequilhos. Irão aprender também toda a parte de higiene, embalagem, melhor forma de condicionamento dos produtos, entre outras coisas. Pois, o objetivo do Senai é esse, capacitar bem os alunos para o mercado de trabalho”, explicou.

Para facilitar o acesso dos moradores e garantir a frequência no curso, a Sedes também está dando o transporte gratuito para as alunas de Cancelas e Monte Gordo. A moradora de Coqueiro de Monte Gordo, Vanessa Cristóvão, de 28 anos, vê no curso uma excelente oportunidade de se capacitar para o mercado. “Eu achei uma ótima oportunidade. Não é em todo lugar que encontramos a chance de estar se capacitando e ainda ter o transporte que traz a gente de lá e leva todo dia de graça. Além do curso, que se fossemos pagar não gastaríamos menos de R$400. Eu agradeço muito à Prefeitura e ao Senai por nos permitir isso”, disse.

A dona de casa Crispiniana Alves, 42 anos, moradora do bairro de São Bento, também elogiou a iniciativa da gestão. “Achei esse curso aqui muito bom. É difícil o custo de vida pra gente que não trabalha, que vive do Bolsa Família. Ache muito importante ter essa oportunidade de tomar esse curso aqui na minha comunidade. Tenho certeza que vai ser muito bom e que vamos aprender muito”, declarou.

As Unidades Móveis são escolas montadas em semirreboques (carretas), que permitem levar qualificação profissional a diversos municípios do estado, mesmo onde não existam unidades fixas do Senai.

Publicado em Camaçari

O município de Camaçari recebe, nesse fim de semana, a sua mais importante conquista ambiental: o selo Bandeira Azul. A cerimônia de entrega e hasteamento da bandeira acontece neste sábado (16/11), às 10h, em Guarajuba. A praia obteve, em setembro, após deliberação do Júri Internacional do Programa Bandeira Azul, a aprovação para hastear a bandeira durante a temporada 2019/2020. A praia que obtém o título torna-se referência em questões de balneabilidade, infraestrutura, segurança e conservação ambiental, tendo benefícios para todo o município, que passa a figurar em um exclusivo mapa.

O Programa Bandeira Azul é um selo de caráter socioambiental amplamente reconhecido em todo o mundo, criado pela FEE – Foundation for Environmental Education (http://www.fee.global), uma instituição internacional com diversos integrantes representando seus respectivos países. Em Camaçari, Guarajuba já garantiu o selo e a praia de Itacimirim está na fase piloto (em processo de adequações). A gestão municipal, através da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), está identificando outras praias para candidatura e reconhecimento internacional.

A cerimônia terá a presença da coordenadora nacional do Bandeira Azul, Leana Bernardi. Ela destaca o processo de aprendizado e a importância do envolvimento das comunidades no processo de certificação. “A primeira temporada é uma experiência muito rica para todos, quando os gestores e a comunidade vão com o tempo ajustando todas as questões. Ser uma praia Bandeira Azul é um processo de evolução que não termina. A cada ano, os júris nacional e internacional esperam observar melhoras na infraestrutura e gestão da praia”, destaca Leana.

O selo também é um importante diferencial competitivo para as cidades turísticas, criando uma demanda espontânea e divulgando as praias para o público internacional. “Estamos comemorando e vivendo esse momento de conquista para o município. Mas, esse é só o primeiro passo. Estamos trabalhando com o apoio do prefeito Elinaldo Araújo, para que outras praias tenham a mesma infraestrutura e condições de receber esse reconhecimento”, afirma o secretário de Turismo, Gilvan Souza.

A candidatura e adequações da praia de Guarajuba foram realizadas pela Prefeitura Municipal, tendo como coautores a Associação de Moradores de Guarajuba (Ascon) e o Condomínio Paraíso. Durante o período de análises, o município teve o apoio da Central de Tratamento de Efluentes Líquidos (Cetrel/SA), com coletas de amostra de água e areia semanais e o monitoramento periódico.

Dentre os benefícios para as praias que conquistam o selo Bandeira Azul estão a valorização ambiental, social, econômica e imobiliária, o aumento do fluxo de visitas e na qualidade de vida dos moradores, além de tornar-se um destino turístico reconhecido internacionalmente e exemplo de destino sustentável.

Publicado em Camaçari

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos