Itens filtrados por data: Sexta, 11 Outubro 2019

Um relatório produzido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) revelou que 26% das adolescentes brasileiras se casaram ou foram morar com seus parceiros antes de completar 18 anos de idade. O número é próximo da média na América Latina, de 25% de casamentos infantis e uniões precoces. O relatório Perfil do Casamento Infantil e Uniões Precoces foi publicado nesta semana.

A média da região é a mesma nos últimos 25 anos. E caso ela se mantenha, a América Latina terá, em 2030, a segunda maior taxa de casamentos infantis do mundo, atrás apenas da África Subsaariana, região composta por países como Ruanda, Burundi, República Centro-Africana e República Democrática do Congo.

O relatório alerta que a prática compromete o desenvolvimento dessas jovens nos anos seguintes. “As uniões precoces ou o casamento infantil tornam mais difícil para as meninas terem um projeto de vida”, disse o diretor regional do Unicef para a América Latina e o Caribe, Bernt Aasen. Segundo o estudo, essas jovens têm maior probabilidade de viver em áreas pobres, rurais e com menos acesso à educação.

O documento mostra a relação entre a união precoce e a gravidez na adolescência. Mais de 80% delas deram à luz antes do aniversário de 20 anos. Para Shelly Abdool, assessora regional de gênero do escritório do Unicef para América Latina e Caribe, o futuro dessas meninas é colocado em risco, alavancado pelo “forte impacto sobre a maternidade precoce, os altos riscos de violência por parte dos parceiros e as consequências de abandonar a escola”.

Para a Organização das Nações Unidas (ONU), é necessária criação de programas para apoiar a autonomia dessas adolescentes, além da formulação de políticas que impeçam o casamento infantil e as uniões precoces.

 

 

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Publicado em Brasil

Após um curso intensivo de ensino profissional marítimo, 26 pescadores da Costa de Camaçari receberam, nesta sexta-feira (11/10), um certificado e uma Caderneta de Inscrição e Registro (CIR). A cerimônia foi realizada na Capitania dos Portos da Bahia, no bairro do Comércio, em Salvador. O ato é fruto de uma parceira da Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pesca (Sedap), com a Marinha do Brasil.

A carteira é um documento de identificação com o registro dos dados pessoais do pescador, no qual permite que os trabalhadores estejam habilitados para conduzir barcos até 15 metros de distância. Segundo a coordenação do curso, o intuito da formação é qualificar essas pessoas para que durante o embarque de pesca exerçam a função com eficiência e adquiram o conhecimento acerca das competências do ramo da aquaviária.

A caderneta é válida por cinco anos e para a revalidação do documento o pescador deverá comparecer a Capitania dos Portos da Bahia, apresentar o atestado de saúde ocupacional, uma foto 5×7 cm e documentos pessoais. A abertura da cerimônia foi marcada pelo cântico do Hino Nacional e Hino da Marinha do Brasil, além da exibição de um curta-metragem, intitulado Legal no Mar, onde orienta os pescadores e navegantes a respeito da segurança e conduta no mar de maneira lúdica.

Além de receberem a documentação, houve uma premiação simbólica para os alunos de destaque da turma. Pescador de Barra do Pojuca há 12 anos, Carlos Giovani da Silva conquistou a primeira colocação e para ele é uma realização poder participar dessa formação. “Foi a melhor coisa que teve e aqui a gente só veio aprender mais e mais. O conhecimento é a melhor coisa que nós temos”, contou acompanhado ao lado da família.

Na oportunidade, o titular da Sedap, Antônio Falcão, falou sobre os investimentos que a gestão está realizando no município na área de agricultura e pesca. Bem como a importância de profissionalizar a pesca em Camaçari. “Temos que estar preparados e habilitados para qualquer coisa. Você hoje vai conduzir o seu veículo e precisa de habilitação da mesma forma é com os barcos. Então existe essa recomendação. Porém, até agora em Camaçari nós só tínhamos uma pesca artesanal e nós entendemos que era necessário profissionalizar essas pessoas”, explicou.

A primeira-tenente e encarregada da divisão de ensino profissional marítimo, Niljane Alves, elogiou o desempenho e participação dos pescadores no curso. “Eles tem o conhecimento técnico vasto da experiência e do conhecimento de vida, mas o fato deles virem para sala de aula é muito gratificante. Eles saem daqui com os conhecimentos fixados. Porque a gente busca no decorrer das aulas massificar os conhecimentos que são mais importantes e imprescindíveis para eles no mar”, comentou.

Também participaram do ato, o capitão de mar e guerra, Márcio Amaral; o coordenador de Pesca de Camaçari, Albino dos Santos; além de familiares e amigos dos alunos.

Publicado em Camaçari

Após um curso intensivo de ensino profissional marítimo, 26 pescadores da Costa de Camaçari receberam, nesta sexta-feira (11/10), um certificado e uma Caderneta de Inscrição e Registro (CIR). A cerimônia foi realizada na Capitania dos Portos da Bahia, no bairro do Comércio, em Salvador. O ato é fruto de uma parceira da Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pesca (Sedap), com a Marinha do Brasil.

A carteira é um documento de identificação com o registro dos dados pessoais do pescador, no qual permite que os trabalhadores estejam habilitados para conduzir barcos até 15 metros de distância. Segundo a coordenação do curso, o intuito da formação é qualificar essas pessoas para que durante o embarque de pesca exerçam a função com eficiência e adquiram o conhecimento acerca das competências do ramo da aquaviária.

A caderneta é válida por cinco anos e para a revalidação do documento o pescador deverá comparecer a Capitania dos Portos da Bahia, apresentar o atestado de saúde ocupacional, uma foto 5×7 cm e documentos pessoais. A abertura da cerimônia foi marcada pelo cântico do Hino Nacional e Hino da Marinha do Brasil, além da exibição de um curta-metragem, intitulado Legal no Mar, onde orienta os pescadores e navegantes a respeito da segurança e conduta no mar de maneira lúdica.

Além de receberem a documentação, houve uma premiação simbólica para os alunos de destaque da turma. Pescador de Barra do Pojuca há 12 anos, Carlos Giovani da Silva conquistou a primeira colocação e para ele é uma realização poder participar dessa formação. “Foi a melhor coisa que teve e aqui a gente só veio aprender mais e mais. O conhecimento é a melhor coisa que nós temos”, contou acompanhado ao lado da família.

Na oportunidade, o titular da Sedap, Antônio Falcão, falou sobre os investimentos que a gestão está realizando no município na área de agricultura e pesca. Bem como a importância de profissionalizar a pesca em Camaçari. “Temos que estar preparados e habilitados para qualquer coisa. Você hoje vai conduzir o seu veículo e precisa de habilitação da mesma forma é com os barcos. Então existe essa recomendação. Porém, até agora em Camaçari nós só tínhamos uma pesca artesanal e nós entendemos que era necessário profissionalizar essas pessoas”, explicou.

A primeira-tenente e encarregada da divisão de ensino profissional marítimo, Niljane Alves, elogiou o desempenho e participação dos pescadores no curso. “Eles tem o conhecimento técnico vasto da experiência e do conhecimento de vida, mas o fato deles virem para sala de aula é muito gratificante. Eles saem daqui com os conhecimentos fixados. Porque a gente busca no decorrer das aulas massificar os conhecimentos que são mais importantes e imprescindíveis para eles no mar”, comentou.

Também participaram do ato, o capitão de mar e guerra, Márcio Amaral; o coordenador de Pesca de Camaçari, Albino dos Santos; além de familiares e amigos dos alunos.

Publicado em Camaçari

Começou nesta sexta-feira (11/10) uma força tarefa para retirada de óleo em todas as praias de Camaçari. A iniciativa realizada pela Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Serviços Públicos (Sesp), conta com cerca de 50 pessoas, o que pode aumentar, a depender da demanda, e seguirá por tempo indeterminado.

As praias já passam por limpeza diária e foi organizada uma operação para que as manchas de óleo que atingem o nordeste do país fossem retiradas desde o início para amenizar o máximo possível os impactos. Com isso, foi ampliado significativamente o número de servidores para atuar emergencialmente no local.

A equipe de limpeza está trabalhando uniformizada com todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados para esse tipo de caso, com botas, luvas e máscaras, além de carros de mão, vassouras metálicas, pás e peneiras. Ainda são utilizados maquinários para a remoção das manchas, como tratores.

O secretário de Serviços Públicos, Armando Mansur, calcula que podem ser retiradas aproximadamente 10 toneladas de borras das praias do município. Ele explica como o material está sendo tratado. “Estamos acondicionando em sacos de PVC, de 200 litros, que por sua vez serão armazenadas em caixas metálicas, as chamadas brook’s com 5m³ cada, que são apropriadas para resíduos dessa natureza”.

O titular da pasta ainda ressalta que esse armazenamento é temporário. “Iniciei as negociações com a Cetrel para receber e guardar o material até que o Governo Federal, através do Ibama, determine a destinação final. Porém, a Cetrel enviou técnicos para analisar o poder calorífero e o cloro das borras, e já conseguimos a autorização para o envio desses produtos a unidade, mediante a algumas condicionante, as quais já estamos providenciando”.

Publicado em Camaçari

Outubro iniciou e com ele diversas ações de conscientização sobre o câncer de mama e a importância de adotar medidas para identificação precoce da doença. Com esse sentimento, a Controladoria Municipal promoveu uma palestra sobre o tema na tarde desta sexta-feira (11/10). Para elevar a autoestima das mulheres, a iniciativa vai contar com um momento de beleza, com oferta de serviços de limpeza de pele e maquiagem.

O controlador Bruno Garrido fez a abertura do evento e ressaltou a importância de incentivar momentos como este. “A nossa intenção é fomentar a divulgação de informações sobre como descobrir precocemente a doença ou mesmo adotar posturas que favoreçam o não desenvolvimento dela. Ainda há muito medo e ignorância em torno da doença”, esclareceu o gestor que na ocasião parabenizou a colaboradora Camila Raabe por propor a realização da palestra.

Especialista em enfermagem do trabalho, e enfermeira obstetra e de ginecologia, Marcia Araujo conduziu a palestra sobre o câncer de mama, explicando como surgiu a doença, o tratamento, o que significa o Outubro Rosa, apresentação de estatística e prevalência e incidência. “O câncer é uma doença silenciosa e é importante alertar as pessoas para que façam constantemente o autoexame. Apesar de ter maior incidência em mulheres, a doença também pode atingir os homens”, explicou.

A controladoria conta com cerca de 60 colaboradores, sendo a maior parte do quadro composto por mulheres. Camila Raabe faz parte do setor de digitalização e é uma das integrantes do órgão e idealizadora do evento. “O nosso dia a dia é muito corrido e por conta disso acabamos negligenciando a saúde. A ideia de fazer essa palestra é justamente chamar atenção para o cuidado com o nosso bem-estar, além de ser um momento de confraternizarmos, de quebrar a rotina”, explicou ela, que hoje foi de rosa em homenagem ao Outubro Rosa, movimento internacional de conscientização sobre o diagnóstico precoce da doença.

Publicado em Camaçari

Para garantir a rapidez das ações de limpeza das manchas de óleo e proteger o ambiente costeiro, a Prefeitura de Camaçari se antecipou e, junto com os municípios que compõem a governança de Turismo, Costa dos Coqueiros, está buscando junto ao Estado, ações conjuntas para remoção da substância e proteção de rios e mangues. Representantes dos municípios se reuniram na sexta-feira (11/10), com o secretário estadual de Meio Ambiente, João Carlos, representantes de órgãos ambientais estaduais, da Justiça e do departamento de oceanografia da UFBA.

Enfrentando as consequências da sujeira causada pelas manchas de óleo que
já atingiram nove Estados do Nordeste e mais de 138 locais de praia, os municípios buscam auxílio do governo estadual e federal para garantir o descarte do material coletado e a manutenção de uma frente de trabalho nas regiões mais afetadas. “É um problema que não foi gerado por nós, mas que agora está sob nossa responsabilidade para agir e resolver. Através da liderança e orientação do prefeito Elinaldo Araújo, Camaçari assumiu essa liderança de atuar preventivamente e ajudar os outros municípios”, destaca o secretário municipal de Turismo, Gilvan Souza.

A iniciativa foi aprovada pelo gestor estadual de Meio Ambiente, que disponibilizou o apoio e recursos técnicos da Secretaria Estadual para auxiliar na gestão da crise. “A gente entende que esse é o momento de desenvolvermos soluções conjuntas”, avalia João Carlos. Após a atualização das ações e diagnóstico, o grupo formou um Comando Unificado para gerir medidas preventivas e acompanhar as operações de limpeza e descarte dos resíduos.

Durante a reunião, os municípios demonstraram preocupação com alguns tópicos que precisam de intermediação do Estado. Dentre eles, estão a formação de mutirões, a ausência de efetivo e recursos financeiros para formar brigadas permanentes de limpeza, contenção na entrada de rios e manguezais, destinação final dos resíduos e a criação de um canal oficial de comunicação com a população.

“O principal tópico é da carência dos municípios na questão financeira e de logística para combater essa mancha de óleo, para a retirada desse material das praias e principalmente a contenção desse óleo na boca dos estuários e nos rios. Enfatizamos que os municípios estão colaborando com os órgãos estaduais, mas os municípios tem um alcance que não é tão abrangente quanto os outros entes federativos”, explica o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiental, Genival Seixas.

Essas demandas serão resolvidas em reuniões diárias, a partir deste sábado (12/10), com o grupo de Comando Unificado. O comitê será formado pelo secretário de Meio Ambiente do Estado, a diretora geral do INEMA, o superintendente estadual de Recursos Hídricos, o diretor da Bahia Pesca, a direção operacional do Ibama e a departamento de Oceanografia da UFBA. O secretário Gilvan Souza foi indicado pela governança turística, Costa dos Coqueiros, como representante das regiões do litoral norte afetadas pela mancha. O gestor de Turismo e o titular da pasta municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, vão acompanhar as ações e defender medidas conjuntas.

Publicado em Camaçari

A Avenida Deputado Luís Eduardo Magalhães virou “O Mundo Encantado da Sustentabilidade”. Desta forma, a Prefeitura de Camaçari celebrou a terceira edição da festa do Dia das Crianças, neste 12 de outubro. Com uma estimativa de público de 25 mil pessoas, entre crianças e adultos, o evento, que este ano está pautado na preservação do meio ambiente e no fomento à coleta seletiva, teve ampliação da área do circuito da festa, se estendendo até a Rua Francisco Drumond. Ou seja, mais espaço disponível para a diversão da garotada.

Outro destaque dessa edição e que fez a alegria dos pequenos foi o parque de diversões, com direito a uma roda-gigante, com capacidade para até 42 pessoas. Além disso, os menores tinham a sua disposição dois carrosséis, com cinco fuscas e com carretinhas; quatro camas elásticas; e diversos brinquedos infláveis montados ao longo da via, a exemplo de: oito kids play temático, três pula-pula temáticos, dois chutes a gol, um guerra de cotonetes, um guerra de travesseiro, duas piscinas de bolinha, quatro tobogãs, e dois touros mecânicos.

O prefeito Elinaldo Araújo foi tomado pelo encantamento e deixou o espirito infantil correr solto. Ele destacou as principais ações do governo voltadas para o público infantil, evidenciando o compromisso da prefeitura com os pequenos cidadãos camaçarienses. No entanto, falou inda que a gestão municipal precisa estimular o lado lúdico nessas crianças. “Hoje é um dia especial, momento de celebrar o que há de mais puro e inocente no ser humano. A administração municipal não poderia deixar essa tradição se perder, sobretudo, para a criançada mais carente do município”. Destacou o chefe do Executivo, ao lembrar que a festa foi preparada com muito carinho e empenho.

Visando garantir a hidratação dos participantes do evento, diversos pontos de distribuição de água foram espalhados ao longo da avenida. Para proteger a pele das crianças do sol, um grupo de voluntários circulou pela festa para passar protetor solar nos pequenos.

Como não poderia faltar, estandes com entrega de guloseimas, como picolé, mini pizza, algodão doce, churros e pipoca estavam em vários pontos. Uma estrutura especial de Saúde também foi montada, caso haja alguma intercorrência.

E para completar a alegria dos meninos, os brinquedos estavam distribuídos em toda a avenida. Toda criança ganhou um presente e ainda puderam participar do sorteio de brindes. O ponto alto da festa se deu com as apresentações musicais no palco. A animação ficou por conta de Lore Improta, Gato Multicores e do Grupo Pé de Lata.

Para garantir a comodidade dos pais e responsáveis, além da segurança dos meninos e meninas, foram disponibilizados 100 monitores para acompanhar as crianças nos brinquedos.

O casal Jackson Gomes Ferreira, 38 anos, e Jessica Oliveira, 25 anos, moradores do Bairro Verdes Horizontes, chegaram cedo para curtir a festa com o pequeno Jackson Junior, de 4 anos. Participante das edições anteriores, eles disseram que a festa melhora a cada ano e é, sem dúvida, a melhor opção para trazer o filho, que brinca com toda segurança e ainda ganha guloseimas, presentes e participa de todas as brincadeiras.

O Dia das Crianças em Camaçari é uma realização da Prefeitura, por meio da Secretaria do Governo (Segov), através da Coordenação de Eventos, e conta com apoio de diversas secretarias e órgãos municipais.

Publicado em Camaçari

Em sua terceira edição, o Dia das Crianças celebrado neste sábado (12/10), em Camaçari, trouxe muitas novidades para o público infantil. Realizado na Avenida Deputado Luís Eduardo Magalhães, o evento ofereceu uma variedade de serviços para as crianças que marcaram presença, se divertiram e ganharam diversos mimos, entre lanches e brinquedos. A novidade desta edição ficou por conta do Centro Multiprofissional de Reabilitação Física (Cempre).

Em parceria com a Secretaria da Saúde (Sesau), a estrutura montada para oferecer os serviços do Cempre atendeu às crianças com deficiência, proporcionando através de atividades lúdicas momentos de socialização. De acordo com Elaine Nascimento, fonoaudióloga, especialista em reabilitação intelectual da criança e do adulto, o Cempre se preparou para atender as crianças com hidrocefalia, microcefalia, paralisia cerebral, deficiência intelectual, retardo mental leve a moderado, além de pacientes adultos. “Estamos com uma equipe de 12 profissionais, entre psicólogos, fonoaudiólogos e pessoal administrativo, que realiza abordagem terapêutica para atender a essas crianças e realizar uma inclusão efetiva e de vivência”, disse.

Acompanhando o seu filho Davi , de 10 anos, Maria do Carmo, moradora da Piaçaveira, relatou estar feliz com o espaço planejado para crianças especiais. “Trouxe Davi para aproveitar o dia das crianças e para mim esse espaço está ótimo para ele brincar com mais tranquilidade”, afirmou.

O público infantil ainda contou com o serviço do Sicomércio, que na ocasião promoveu oficina de pintura facial para a criançada; o serviço do Programa Prefeito Amigo da Criança (PPAC), com cantinho de leitura; e o Programa Criança Feliz. A pequena Rebeca Victória, 5 anos, estava animada com sua pintura de gatinha. “Eu estou linda com essa pintura”, disse sorrindo e exibindo a arte em seu rostinho.

Uma equipe da Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT) realizou atividades de educação para o trânsito. A STT trouxe para o seu estande, a participação especial de três bonecos – a Motociclista Tatá, Pepeu do Trânsito e o Semáforo Semaforito – que além de esbanjar muita animação interagiu com a garotada.

Sucesso nas outras edições, o Espaço Baby foi mantido. Em uma área climatizada e com rampa de acesso, crianças de zero a seis anos ganharam todo conforto necessário. Um espaço ideal para os pequenos descansarem e as mamães amamentarem seus bebês. Para Tainá Oliveira, moradora do Parque Verde I e mãe de Lorenzo, de apenas 1 ano, “o espaço está maravilhoso e aconchegante”.

Entre as opções de serviços e brinquedos, a criançada ainda teve a oportunidade de dar uma mudança no visual, através dos parceiros Tarcísio Coiffeur, que realizou cortes de cabelo, e o Grupo das Mulheres Empoderadas, que fez penteados e tranças em crianças.

“Estou feliz em poder participar de mais uma edição e deixar os meninos ainda mais bonitos para se divertirem neste dia”, contou Tarcísio. Em sua primeira participação, Zenilda, mais conhecida como Ninha, contou que no estande estão sendo feitos penteados com turbante, maquiagem, pintura de cabelos e desenho no rosto. “Estamos com 15 pessoas para atender todas as crianças”, disse a gestora do Grupo Mulheres Empoderadas.

O Dia das Crianças é uma realização da Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Governo (Segov), e que contou com apoio de diversas secretarias da gestão.

Publicado em Camaçari

Eventos esportivos, que contam com o apoio da Prefeitura de Camaçari, por intermédio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Sejuv), prometem movimentar o fim de semana. As atividades acontecem sábado e domingo (12 e 13/10), na sede, na Costa e no município de Itaberaba. Campeonatos de futebol e de bicicross são algumas das modalidades realizadas.

PROGRAMAÇÃO

Sábado (12/10)

Campeonato de Futebol de Arembepe

Horário: a partir das 13h45

Local: Campo da localidade de Arembepe

Domingo (13/10)

4ª Copa Ludeso

Horário: a partir das 8h

Local: Campo do Bairro Burissatuba

Campeonato de Veteranos da Santa Maria

Horário: a partir das 8h30

Local: Campo do Bairro Santa Maria

28º Campeonato de Futebol de Monte Gordo

Horário: a partir das 8h30

Local: Campo da Subestação na localidade de Monte Gordo

IV Campeonato de Futebol da Cetrel

Horário: a partir das 8h30

Local: Campo da Cetrel

10ª Copa Nosso Bairro – 1a Divisão

 

BICICROSS

A 5ª e 6ª Etapas (finais) do Campeonato Baiano de BMX 2019 acontece domingo (13/10), na pista municipal da cidade de Itaberaba, a partir das 9h. A competição, que acontece sob supervisão da Federação Baiana de Bicicross, terá atletas camaçarienses concorrendo em diversas categorias.

Entre os representantes de Camaçari e as devidas categorias estão: Givaldo Nascimento (Pro Cruiser e Máster), Breno de Jesus (17-24 anos), Charles Chagas (30 anos +), Darlysson Santos (13-14 anos), Anderson Santos (30-39 anos Cruiser), Alex Sandro Siqueira (40-49 anos), Jhony Gomes (Cruise 50 anos +) e Alex Santos de Morais (Elite Man).

Publicado em Camaçari

Com o objetivo de descentralizar os Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), a Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), promoveu na manhã desta sexta-feira (11/10) o projeto “Casa da Criança Mais Perto de Você”. De caráter preventivo, o SCFV, além de buscar fortalecer os vínculos familiares e comunitários, procura desenvolver capacidades nos usuários, gerando autonomia e protagonismo através da troca de experiências e integração entre os participantes do grupo.

Durante toda a manhã, foram ofertados, na sede da Associação Beneficente de Cajazeiras de Abrantes, os serviços de inscrição no Cadastro Único (CadÚnico), atendimento e orientações com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Vila Abrantes, além de efetivação de matrícula para a oficina de percussão, que acontecerá todas as sextas-feiras na comunidade, ministrada pelo educador social Claudinei Rosa.

Para a coordenadora da Casa Criança e do Adolescente, Flávia Carvalho, o objetivo é inserir os jovens público-alvo mais perto das oficinas. “Nós estamos aqui, juntamente com a comunidade, com a Casa da Criança e o Sedes Mais Perto de Você, justamente para inserir aquelas famílias com as crianças nas oficinas que a Casa dispõe”, explicou.

Satisfeita com a oportunidade, Eunice Cruz chegou cedo e foi a primeira moradora a matricular sua filha na oficina. “A iniciativa foi bastante acertada, gostei, ficou mais perto da comunidade”, destacou. Já Idalva Moreira, moradora da comunidade há mais de 40 anos, esse é um incentivo para os jovens. “Muito bom, um incentivo. Às vezes elas estão sem fazer nada e agora já tem essa opção. E veio em uma hora boa, porque ela gosta, em casa ela pega as latinhas e fica batendo. Que venham mais oficinas!”, concluiu.

Todas as ações do SCFV são planejadas com a finalidade de fortalecer os vínculos familiares e comunitários por meio de intervenções sociais, criando situações desafiadoras e estimulantes, orientando os usuários na reconstrução de suas histórias. Por isso, realiza atendimentos em grupo, organizados conforme a idade dos usuários, ofertando atividades artísticas, culturais, de lazer e esportivas.

De acordo com Jéssica Ribeiro, Coordenadora da Proteção Social Básica (CPB), o objetivo é descentralizar os serviços da Casa da Criança. “É justamente para facilitar o acesso dessas crianças ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Esse serviço tem a intenção de reunir comunidade, trabalhar as potencialidades dessa comunidade e os vínculos familiares e comunitários. Trazer a Casa da Criança para um local que é distante, que tem um difícil acesso à sede da unidade que fica na sede do município, é facilitar para que essas crianças possam desenvolver esses vínculos, essas artes. A nossa intenção é ampliar esses serviços não só aqui, mas em toda Costa de Camaçari”, afirmou.

Publicado em Camaçari
Pagina 1 de 2

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos