Maurício Trindade afirma que Pimentel deve tomar atitude sobre ato assinado por PM na Semtel Destaque

13 Mar 2019
312 vezes

O vereador Maurício Trindade (DEM) diz que o secretário Alberto Pimentel, do Trabalho, Esporte e Lazer (Semtel), teve um bom desempenho durante a sessão em que prestou esclarecimentos na Câmara de Salvador nesta quarta-feira (13). Pimentel foi convocado para explicar no Legislativo a denúncia de que o policial militar Jorge Bruno Guimarães, cotado para ser diretor do Trabalho, estaria atuando na pasta sem ter sido nomeado.

Para o democrata, o auxiliar do prefeito ACM Neto ficou devendo uma resposta ao vereador Carlos Muniz (Podemos). "Ele se saiu muito bem, respondeu questionamentos. Se o caso não fosse apurado, ou ele não tivesse vindo, ou a Casa se abstivesse de apurar ou ainda fosse conivente, seria uma vergonha. Todos os questionamentos, ele respondeu muito bem. Ficou devendo somente uma resposta ao vereador Carlos Muniz, que questionou o fato de tendo o Bruno assinado um ato sem ser nomeado, se o secretário faria uma denúncia ou não, e ele ficou de apurar. O resto, respondeu razoavelmente bem", avaliou.

O questionamento de Muniz é no sentido de que Pimentel denunciaria o policial aliado por ter assinado um documento sem ser diretor da pasta. "Talvez o secretário não soubesse, mas agora sabendo e isso se comprovado, terá que tomar uma atitude, independentemente de ser amigo do Bruno, ou não", apontou Maurício Trindade em entrevista ao BNews.

Durante seu depoimento, Pimentel afirmou que nunca autorizou Jorge Bruno Guimarães a atuar, apenas teria permitido que o aliado conhecesse a secretaria em que trabalharia.

Avalie este item
(0 votos)

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos