Entrega de mil cartões marca lançamento do Programa Bolsa Social Destaque

31 Jul 2019
49 vezes

Sob aplausos, sorrisos e olhares tomados de emoção e alegria, 1000 famílias em situação de vulnerabilidade social receberam o cartão do Bolsa Social, programa municipal de transferência de renda que visa promover mais dignidade à população carente da cidade. O processo de busca ativa continua e no próximo mês mais mil famílias devem ser contempladas. A iniciativa é o maior programa social da história do município e tem a meta de chegar a 5 mil beneficiários até o final do ano.

Filha de Camaçari, mãe da jovem Mariane, 11 anos, Elisângela Souza de Jesus, 39, recebeu o seu cartão das mãos do prefeito Elinaldo Araújo. A felicidade era visível e ela comemorou a conquista. “Esse será um complemento de renda importante. Esse dinheiro chegou em boa hora e vai ajudar muito, pois estou desempregada e meu esposo é diabético, precisa de cuidados específicos na alimentação”, contou.

Luciane dos Santos, 32 anos, moradora do jardim Limoeiro, é chefe de família e mora com seus três filhos: Eduarda, 4 anos, Daniel, de 7, e Beatriz, com 9.  “Nunca consegui um emprego formal, sou diarista e estou há muito tempo sem conseguir uma oportunidade. É uma alegria enorme contar com essa ajuda que vai garantir que não falte alimento na mesa para os meus filhos”, falou Luciane, ao acrescentar que está ansiosa pra voltar a trabalhar. “Quero um emprego e poder assim passar esse benefício pra outra pessoa, para que ela seja auxiliada como estou sendo nesse momento”, concluiu comemorando o fato de que seus filhos estão na escola e, em breve, a mais nova poderá contar com a creche, já em construção na comunidade, e ela tenha tempo de buscar uma colocação no mercado de trabalho.

O prefeito Elinaldo Araújo foi recebido com carinho pela população e fez questão de falar sobre os investimentos que a gestão tem feito para proporcionar mais qualidade de vida à população, lembrando dos avanços na saúde, educação, social e na cultura. “É grande a minha felicidade por possibilitar a concretização desse programa. O Bolsa Social não é só um benefício, ele vem pra auxiliar as pessoas em momento de dificuldade, mas sobretudo para dar ferramentas que garantam autonomia e possibilitem a sua independência, e por isso vamos associar ao programa ações de qualificação profissional, como tem sido uma prática dos projeto do nosso governo”, disse.

O vice-prefeito, José Tude, já começou o seu discurso dando as boas novas para os beneficiários. “Os cartões já estão com saldo e vocês já podem sair daqui e ir fazer suas compras”, contou ele. “Daqui vejo mães acompanhadas dos seus filhos e percebo que esse recurso vai contribuir de fato para a melhoria de vida dessas famílias. Fico feliz em fazer parte desse governo que sabe administrar bem os recursos públicos, e age com seriedade e transparência”, finalizou.

“Seguindo a orientação do prefeito de que a prioridade da gestão é cuidar de quem mais precisa, a equipe se debruça diariamente na concretização de políticas públicas que mudem a vida das pessoas, faça a transformação social e promova bem-estar à população, e o Bolsa Social é uma dessas importantes ações”, ressaltou a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania, Andréa Montenegro.

O presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Curvelo, lembrou a participação do Legislativo na aprovação da lei que assegura o Programa Bolsa Social. “Nós temos compromisso em aprovar tudo o que é bom pra o povo. Não nos furtaremos em cumprir o nosso papel, o de colaborar para o desenvolvimento da cidade e com a adoção de políticas que gerem mais qualidade de vida para quem vive e mora aqui”, falou o vereador.

O deputado federal Paulo Azi fez questão de acompanhar esse momento histórico do município. “Não poderia estar ausente nesse momento de alegria pra população e pra equipe do governo que se dedicou para tornar esse momento possível. Sem dúvida, esse programa é a realização de um sonho do prefeito e da primeira-dama Ivana Paula, que tem trabalhado diariamente pelas causas sociais da cidade”, declarou.

Bolsa Social

O programa é uma iniciativa da gestão municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), e consiste em um processo de transferência de renda, feito com recursos próprios.  Inicialmente serão contempladas 1000 famílias. O valor do benefício será de R$100 ou R$150 para ser utilizado nos supermercados e farmácias do município.

A iniciativa será gerida pela Diretoria de Proteção Social Básica. Para ter direito, é preciso que o cidadão seja residente e domiciliado na cidade há, no mínimo, três anos comprovados, e seja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), além de seguir os critérios socioeconômicos.

Amparar as famílias em situação de vulnerabilidade social, por meio da proteção social, que visa a garantia da vida, a redução de danos e a prevenção de incidência de riscos, está entre os objetivos do programa, que além de complementar a renda, possibilitará a inserção dos beneficiários no mercado de trabalho, uma vez que conta em sua estrutura com capacitação profissional.

Para permanecer no programa os responsáveis devem cuidar para que as crianças tenham a caderneta vacinal em dias e seus dependentes em idade escolar matriculados na rede pública de ensino ou na rede particular com bolsa integral ou semi-integral que não ultrapasse R$ 100,00 de mensalidade. A frequência escolar mínima é de 85%.

Avalie este item
(0 votos)

Grupo Fato Verdade. Sua verdade na web.

Informações de qualidade, sem firulas, sem achismo

Galeria de Fotos